Debate sobre o clima no Parlamento Alemão

Após as resoluções governamentais sobre o clima, a coalizão enfrenta agora o debate no Parlamento.

Klimadebatte im Deutschen Bundestag
dpa

Berlim (dpa) – Na controvérsia sobre o caminho certo para maior proteção do clima na Alemanha, a coalizão entre democrata-cristãos e social-democratas busca agora o apoio também dos outros partidos no Parlamento Federal. «Esta é uma tarefa gigantesca, que todos nós aqui só poderemos executar conjuntamente», afirmou a ministra do Meio Ambiente, Svenja Schulze, na quinta-feira em Berlim. Ela conclamou «a envidar esforços conjuntamente» e a implementar juntos as medidas corretas.

O líder da bancada democrata-cristã, Ralph Brinkhaus, afirmou que o conceito não pode depender de maiorias instáveis em níveis federal e dos Estados. «Não é aceitável, que mudemos de rumo a cada quatro ou cinco anos», declarou. Ele defendeu um amplo consenso no Parlamento Federal e uma negociação com os governos estaduais e com grupos da sociedade, como os de empregadores, empregados e das Igrejas. «Temos de fazer isso em conjunto com todas as pessoas deste país», afirmou ele.

As resoluções do clima, aprovadas pelas lideranças democrata-cristãs e social-democratas, foram recebidas com críticas veementes da parte dos defensores do clima – entre outras coisas, porque as emissões de dióxido de carbono no trânsito e na calefação domiciliar terão, a partir de 2021, um custo adicional de apenas dez euros por tonelada, o que tornará a gasolina cerca três centavos por litro mais cara. Levamos «muito a sério» a crítica de que isso é muito pouco, afirmou Brinkhaus. Há a possibilidade de corrigir isso a cada ano. «E nós vamos fazer isso, caso não seja suficiente», disse ele.

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de