“Defender 2020” na Alemanha

Com uma grande manobra, as Forças Armadas dos EUA vão treinar a mobilização de tropas na Europa. A Alemanha é o centro da ação.

«Defender 2020» in Deutschland
dpa

Berlim (dpa) – No próximo ano, a Alemanha será o centro logístico de um treinamento das Forças Armadas dos EUA, cujo tema é a transferência de soldados para a Polônia e os países bálticos. Outros 16 países da OTAN também participarão da manobra, entre eles a Alemanha, conforme o Ministério da Defesa comunicou à liderança das bancadas políticas na Comissão Parlamentar da Defesa. Com a manobra «Defender 2020», as forças militares americanas treinarão a transferência de uma divisão, afirma o comunicado, do qual a agência Deutsche Presse Agentur (dpa) possui uma cópia. De acordo com informação dos EUA, será a maior manobra desse tipo na Europa nos últimos 25 anos, com a transferência de até 20.000 soldados.

Entre abril e maio, as tropas serão guiadas através da Alemanha, com o apoio das Forças Armadas alemãs, afirma o comunicado. Para isso, estão planejados três centros de apoio do comboio para as colunas em marcha, além da construção de uma instalação de abastecimento de combustíveis na praça de treinamento em Bergen na charneca de Lüneburg. O exército participa, além do mais, «nos setores de combate, apoio de combate e liderança».

«Com a manobra DEF 20, liderada pelos EUA, deverá ser treinada a rápida transferência de grandes contingentes de tropas através do Atlântico e da Europa, a fim de assegurar que um procedimento correspondente funcione, em caso de crise», afirma o documento divulgado na terça-feira. A Alemanha tem um interesse substancial em provar que pode preencher um papel importante na OTAN como centro de ação e país de trânsito e, assim, dar uma contribuição substancial para a «segurança conjunta europeia e euro-atlântica».

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de