Rememoração da Queda do Muro em Budapeste

Na capital húngara, o ministro alemão de Relações Externas relembra o fim da divisão da Alemanha há 30 anos.

Mauerfall-Gedenken in Budapest
dpa

Budapeste (dpa) – O ministro alemão de Relações Externas, Heiko Maas, relembrou em Budapeste a Queda do Muro de Berlim, há 30 anos, e encontrou-se com testemunhas oculares húngaras. «A Queda do Muro não teria sido possível sem a solidariedade e a coragem dos húngaros», esclareceu Maas numa conferência de imprensa conjunta com seu colega húngaro de pasta, Péter Szijjártó. «Nós, alemães, jamais esqueceremos essa solidariedade dos húngaros».

No outono setentrional de 1989, a Hungria acolheu dezenas de milhares de refugiados da RDA e, posteriormente, abriu para eles a fronteira com o Ocidente. Possibilitada dessa maneira, a emigração em massa de alemães orientais para a Alemanha Federal atingiu o regime da RDA nos seus fundamentos e contribuiu decisivamente para que o Muro de Berlim se tornasse um episódio histórico em 9 de novembro de 1989.

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de