“Entdecke DE“: a atmosfera insular de Föhr

Com a série “Entdecke DE”, fazemos uma viagem através de toda a Alemanha. Desta vez, visitamos a ilha de Föhr, no Mar do Norte.

picture-alliance/TSI - Insel Föhr, Wattenmeer

Praia de areia amarela a perder de vista. Diante dela, a água azul-turquesa transborda rasa na orla, como numa laguna. Não, nós não estamos nas Antilhas, mas sim na ilha de Föhr, no Mar do Norte, que tem o cognome de “Caribe frísio”. Ainda mais amplos tornam-se as praias e o horizonte, quando a maré baixa chega ao Parque Nacional do Estirâncio de Schleswig-Holstein. Então, o mar retira-se por mais de seis horas e os veranistas podem, sob a orientação de guia experiente, partir para uma excursão a pé de ilha para ilha, indo do dique de Gross-Dunsum até a ilha vizinha de Amrum. E voltando pelo mesmo caminho.

Entre as ilhas norte-frísias, Föhr é tida como a ilha familiar. Enquanto na ilha de Sylt, a vizinha do norte, o “jet set” se reúne bebendo champanha, na ilha verde de Föhr, de oito por doze quilômetros, o programa é um passeio no barco de pesca de camarão, uma excursão de bicicleta ou uma caminhada pelo labirinto do milharal. Mas também pode-se simplesmente observar a água, sentir a força dos marés, aliviar a cabeça. Na areia clara, pode-se encontrar muitos mexilhões trazidos pela maré alta. Os pais sentam-se confortavelmente nas cadeiras de praia, enquanto as crianças brincam na fina areia, constroem castelos ou banham-se nas águas rasas.

A atmosfera caribenha não predomina aqui apenas por causa das fantásticas praias, mas também em decorrência do clima marítimo ameno e quente, beneficiado pela corrente do Golfo. Isto é apreciado tanto pelos veranistas, como pelos 8600 habitantes da ilha. A metade dos insulanos vive na cidadezinha de Wyk. Casas frísias, bem juntas umas das outras, marcam a paisagem urbana do principal vilarejo e dos outros onze povoados insulares. Em excursão pela ilha, os visitantes encontram igrejas medievais, cemitérios dos velhos baleeiros, decadentes moinhos de vento e restos de um muro circundante da época dos vikings. De entremeio, sempre se faz uma pausa – com uma vista para relvas viçosas e diques sossegados. Um descanso em amarelo, verde e azul.

www.foehr.de

© www.deutschland.de