A esperança da vacina

Sete empresas e institutos na Alemanha trabalham intensamente na busca de uma vacina contra o Covid-19; alguns projetos já estão bastante adiantados.

Esperança de bilhões de pessoas: uma vacina contra o coronavírus
Esperança de bilhões de pessoas: uma vacina contra o coronavírus Leigh Prather - stock.adobe.com

Aumenta rapidamente o número de projetos de vacina para o Covid-19. Apesar de que o causador da pandemia do coronavírus ainda era praticamente desconhecido no início do ano, já em 1º de fevereiro de 2020 seis empresas anunciaram projetos de busca da vacina; em 9 de março, já eram 16 e agora são 115 em todo o mundo. Isso foi divulgado pela Federação das Empresas Farmacêuticas Pesquisadoras (vfa). Sete desses projetos são substancialmente operados na Alemanha, outros cinco recebem apoio a partir da Alemanha.

Estas empresas e institutos de pesquisa na Alemanha trabalham em busca de uma vacina própria:

  1. BioNTech, de Mainz, desenvolve juntamente com a Pfizer uma vacina de base genética – ela já está na Fase I dos testes com voluntários.
  2. CureVAc, de Tübingen, desenvolve uma vacina de base genética e pretende iniciar em junho de 2020 a fase de testes com pacientes voluntários.
  3. Prime Vector Technologies, também de Tübingen, desenvolve uma vacina com base no DNA.
  4. LeukoCare, de Planegg, desenvolve em conjunto com a firma italiana ReiThera e com a empresa belga Univercells uma vacina com base em adenovírus.
  5. ARTES Biotechnology, de Langenfeld na Renânia, desenvolve uma vacina que contém Partículas Similares a Vírus (VLP) com duas proteínas do SARS-CoV-2.
  6. IDT Biologika, de Dessau, vai produzir uma vacina viva para estudos clínicos do Centro Alemão de Pesquisa de Infecções.
  7. O próprio Centro Alemão de Pesquisa de Infecções, em Braunschweig, trabalha num outro projeto com base no vírus da vacina contra sarampo.

 

Outros projetos de busca da vacina são apoiados através de:

  1. A Universidade de Giessen pesquisa no Consórcio OpenCorona, sob a direção do Instituto Karolinska (Suécia).
  2. Merck, de Darmstadt, apoia a produção de uma vacina da Universidade de Oxford – ela está sendo testada com voluntários.
  3. Bayer, de Leverkusen, pretende apoiar a produção de uma vacina.
  4. Richter-Helm BioLogics, de Hamburgo, produz plasmídeos para a vacina da Inovio (EUA).
  5. Vibalogics, de Cuxhaven, trabalha sob encomenda para o provimento de uma vacina contra Covid-19, destinada a testes clínicos, até o outono setentrional de 2020.

 

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: