Agreste e linda

Hamburgo é uma cidade dos contrastes. Entre os rios Elba e Alster, a boa atitude e a amabilidade são próprias de Hamburgo.

A Cidade Hanseática tem tradição musical e futuro.
A Cidade Hanseática tem tradição musical e futuro. Getty Images-Westend61

A grande cidade comercial ao norte da Alemanha é uma fonte de mitos. Ela deve ter muito mais pontes que Amsterdã, Londres e Veneza juntas. O maior trecho do metrô é na superfície, o jornal Morgenpost (Correio Matutino) aparece à tarde e o jornal Abendblatt (Folha da Tarde) aparece de manhã. Mas tudo isso é verdadeiro, bizarro e encantador.

Mas de onde vem a magia de Hamburgo? Ela tem a ver com os contrastes. St. Pauli, o bairro agreste, e St. Georg, o bairro colorido, as fachadas de tijolos vermelhos e os guindastes de aço do porto, o punk no Liveclub Hafenklang e a música neoclassicista na nova e espetacular casa de concertos Elbphilharmonie. São os contrastes, o lindo e o agreste.

Hamburgo, cidade da música e dos festivais

Tendo cerca de 20 mil eventos musicais, entre eles festivais e musicais, esta cidade às margens do Elba é uma das capitais musicais da Europa. A incomparável Elbphilharmonie se ergue, desde 2017, sobre o bairro de HafenCity. E o Festival Reeperbahn também contribui, atraindo anualmente mais de 800 músicos e músicas a mais de 70 palcos nesse bairro de divertimento noturno, mundialmente famoso. E as suas fortes mulheres lutam já há anos pela igualdade de gêneros.

Top 5 venues in Hamburg: Elbphilarmonie, Stage Theater, Frau Heidi, Molotow, Gruenspan

Nesta cidade, ninguém precisa de um guarda-chuva, pois a água é fustigada pelo vento em todas as direções. Aliás, com os 6 127 hectares de superfície fluvial na zona urbana, Hamburgo também têm muita água no chão. Em janeiro e fevereiro, o nível de água do Elba sobe e os tiros de alerta anunciam a inundação de alguns prédios. Mas esta cidade ao norte da Alemanha já se acostumou com essa situação há muito tempo, como os prédios do patrimônio cultural da UNESCO nos bairros de Speicherstadt e Kontorhausviertel o comprovam.

Uma coisa muito especial é o Fischmarkt (Mercado de Peixe) ao nascer do Sol no verão. Já às cinco da manhã, “Aale-Dieter”, o vendedor de peixes, apregoa aos gritos as suas especialidades, enquanto as águas do Elba refletem a luz do Sol. Quem quiser dormir um pouco mais, vai antes para a instalação de boas-vindas aos navios “Wilkomm Höft”, em Wedel, diante das portas de Hamburgo. Cinco capitães de navios se revezam diante do microfone do hotel Fährhaus. Eles contam a história de cada navio que entra ou parte do porto de Hamburgo. Mais de 17 mil fichários e a os relatórios diários do porto são as suas fontes de informação. E a saudação “Schiff ahoi!”.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: