Media Convention Berlin

Neste congresso de mídia, cerca de 150 peritos discutem sobre a vida no mundo digital.

re:publica/Gregor Fischer - Media Convention Berlin

“A rede está desaparecendo”. O título deste ensaio de Konrad Lischka, perito em digitalização e antigo vice-diretor da seção “Netwelt” da “Spiegel Online”, é um tanto enigmático, pois, pelo que sabemos, a internet está tomando cada vez mais espaço em todos os setores da vida privada e pública. Todavia, o que Lischka quer dizer não é a internet, como a conhecemos hoje, mas a internet como meio das possibilidades, como plataforma das mais diferentes ideias, em suma, como um lugar de diversidade. Esta diversidade está desaparecendo, admoesta Lischka, pois a realidade on-line está sendo ditada por um número restrito de grupos empresariais digitais. E Lischka não é o único que fica preocupado com esse desenvolvimento, pois os organizadores da Media Convention Berlin (MCB) também colocaram esse tema na ordem do dia.

Paralelamente à conferência digital “re:publica”

Como se pode assegurar a diversidade no mundo digital? Esta e outras questões serão tratadas pelos 150 peritos internacionais que se encontram agora em Berlim. Paralelamente à conferência digital “re:publica”, acontece, já pela 3ª vez, a MCB, que reúne os peritos da mídia, da ciência e da política com os responsáveis da economia digital. Os organizadores são as instituições Medienboard Berlin-Brandenburg e Medienanstalt Berlin-Brandenburg. Entre os porta-vozes encontra-se o Dr. Luciano Floridi, professor titular de Filosofia e Ética de Informação na University of Oxford. Ele assessora a União Europeia com respeito à segurança de dados e é membro de um grupo de peritos que deve pesquisar, para Google, que consequências tem a sentença do Tribunal de Justiça europeu sobre o “Direito a ser esquecido”, de 2014.  Edward Snowden estará conectado diretamente com o grupo de peritos de Floridi.

Media Convention Berlin, em 2 e 3 de maio de 2016

http://mediaconventionberlin.com

© www.deutschland.de