"Música alemã vive do conteúdo"

Milky Chance é uma das exportações de música alemã de maior sucesso no mundo. Veja nessa entrevista como a banda explica isso.

Milky Chance conseguiu um sucesso global com "Stolen Dance".
Milky Chance conseguiu um sucesso global com "Stolen Dance". Universal Music

Vários discos de platina nos EUA, shows nos principais palcos e uma turnê mundial: Milky Chance conseguiu o que apenas alguns alemães alcançaram até agora. O single "Stolen Dance" se tornou um sucesso viral em 2013. O videoclipe no Youtube tem mais de 530 milhões de visualizações. A banda de Kassel está atualmente em turnê pelo mundo com seu terceiro álbum "Mind the Moon". Conversamos com Philipp Dausch, que ao lado de Clemens Rehbein é um dos fundadores da banda, sobre seu sucesso, a cena musical alemã e a promoção de jovens talentos.

Como explicam o sucesso internacional de vocês?

Se nós mesmos soubéssemos isso... (risos). O fato de escrevermos textos em inglês provavelmente tenha ajudado muito. Porque a música alemã definitivamente tem mais dificuldade no exterior – a não ser Rammstein, é claro. Estamos felizes por aparentemente termos atingido um ponto sensível em todo o mundo e gostamos de descobrir novos países e culturas.

Se a Alemanha fosse um gênero musical, qual seria?

Como sempre nos dizem que não podemos ser claramente atribuídos a um gênero, eu simplesmente invento um novo: a Alemanha seria o gênero "sentimentalismo intelectual" - no sentido positivo. Para mim, a música alemã vive do conteúdo. As letras são muitas vezes muito precisas, pessoais e profundas - não importa se é rap ou pop alemão.

Como a cena musical alemã difere da de outras grandes nações da música como os EUA?

Tenho a sensação de que as cenas musicais nos Estados Unidos ou na Austrália ainda são um pouco mais diversas e que os artistas independentes têm mais chances. Aqui na Alemanha também há muito espaço para experimentos, mas mais na subcultura, infelizmente não no mainstream.

Vocês apoiam jovens músicos em sua cidade natal, Kassel, com a Levi's Music School?

Sim, talvez. Nós só queríamos dar apoio musical a crianças que gostam de música desde cedo, mas que não podem pagar aulas de música extracurriculares. Se isso torna a cena musical alemã um pouco mais diversificada, tanto melhor.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: