Para regiões em desenvolvimento

Empresas alemãs inovadoras desenvolvem soluções energéticas para as regiões em desenvolvimento.

AFP ImageForum/ULRICH MOELLER - SOLARKIOSK GMBH

Esta estória correu o mundo: há bem mais de cinco anos, o advogado Andreas Spiess e o arquiteto Lars Krückeberg tiveram a ideia de desenvolver um quiosque solar, que pudesse fornecer principalmente eletricidade para as necessidades mais urgentes nos lugares mais afastados do mundo. Com isso, eles ganharam em 2012 um “Empowering People Award” da fundação Siemens Stiftung – e montaram o primeiro quiosque solar na Etiópia. Hoje já existem 120 deles em dez países, principalmente da África, e abastecem mais de 800.000 pessoas com alimentação, água, bem como eletricidade para refrigeração, telefones celulares e internet.

Um cata-vento abastece um domicílio

Em 2016, a fundação Siemens Stiftung concedeu pela segunda vez prêmios para soluções técnicas inovadoras, que visam melhorar de maneira sustentável a vida das pessoas nas regiões em desenvolvimento. E novamente, empresas alemãs estão entre as agraciadas. O prêmio do público foi atribuído à Sociedade Fraunhofer. Ela desenvolveu um forno de incineração de biomassa (Waste-Fuel Free Combusion/WAFFCO), que pode ter como combustível tanto o lixo agrícola e doméstico, como também o material usado em embalagens. Ele deve ser usado para cozinhar e reduz as emissões poluentes. Um outro prêmio foi atribuído a um mini-cata-vento da firma Breezergy. Ele é composto apenas de duas peças, é leve e apesar disso robusto, sem complicação para montar e simples para operar. O cata-vento produz com estabilidade energia suficiente para suprir um pequeno domicílio e, por isso, é apropriado sobretudo para regiões sem abastecimento elétrico. Os cata-ventos poderão ser adquiridos a partir da primavera setentrional de 2017.

www.empowering-people-network.siemens-stiftung.org

http://solarkiosk.eu

www.fraunhofer.de

www.breezergy.com

© www.deutschland.de