Por um mundo sem lixo

Produtos que não geram nenhum lixo: três exemplos da Alemanha.

dpa/blickwinkel/R.Koenig - Cradle to Cradle

“Cradle to Cradle” (do berço ao berço) significa mais do que reciclagem. O conceito desenvolvido pelo químico alemão Michael Braungart estabelece que os produtos sempre retornem à circulação. Três exemplos da Alemanha:

Woodcube – Casa de madeira maciça

Oito apartamentos cabem no cubo de madeira, que uma equipe de arquitetos e engenheiros da rede “deepGreen” construiu para a Exposição Internacional de Construção em Hamburgo. O prédio de cinco andares no bairro de Wilhelmsburg é feito quase inteiramente de madeira. Já que não se utilizou produtos químicos, o prédio é todo biologicamente reciclável e livre de poluentes. Com isto, protege também a saúde dos moradores. Além disto, o balanço climático também é favorável: somente na construção foram poupadas emissões de 8500 toneladas de dióxido de carbono, em comparação com os prédios tradicionais.

http://deepgreen-development.com/

Curtumes de folhas de oliveira

As folhas de oliveira são tidas como refugo que se junta na colheita de azeitona no sul da Europa. A empresa Wet-Green de Reutlingen desenvolveu um processo, através do qual se pode curtir couro com substâncias extraídas das folhas de oliveira. O curtume é um processo importante, a fim de manter flexível o couro de animais. Até agora, a indústria do couro empregava exclusivamente o curtume mineral com a utilização de cromo. Mas isto traz desvantagens: a decomposição do cromo destrói a natureza, o processo de beneficiamento pode causar câncer aos trabalhadores e uma quantidade elevada de cromo pode ser prejudicial à pele humana. Algumas empresas, como a BMW, já estão utilizando o couro ecológico no interior dos seus automóveis.

www.wet-green.com

Camisetas degradáveis

Todas as camisetas acabam sendo jogadas no lixo ou doadas a pessoas pobres. Isto foi assim até agora. Ao contrário disto, as camisetas da firma suábia de confecções Trigema podem transformar-se em terra no correr do tempo, nas pilhas de compostagem. A camiseta da coleção “cradle to cradle” é inteiramente feita de algodão, que não tem qualquer vestígio de pesticida ou de fertilizantes. As fibras são fiadas com parafina natural para a produção dos fios, as tintas são adequadas à compostagem, além de serem inócuas à pele e ao meio ambiente. Assim, as camisetas, um pouco mais caras que os modelos tradicionais, não apenas preservam o meio ambiente, mas são também uma alternativa para os alérgicos.

www.trigema.de/cms/Cradle-to-Cradle/

Dia da Terra, em 22 de abril de 2015, sob o lema “Cradle to Cradle”

www.earthday.de

© www.deutschland.de