Como se pode regular a migração?

O grupo de reflexão líder na Alemanha oferece incentivos sobre o tema da migração.

Tedros Gebru, da Eritreia, no seu lugar de formação profissional em Stuttgart.
Tedros Gebru, da Eritreia, no seu lugar de formação profissional em Stuttgart. dpa

Os debates em torno da política de asilo e da migração estão sendo feitos com muita emoção, também na Alemanha. O Conselho de Peritos das Fundações Alemãs de Integração e Migração (SVR) pretende dar a essas controvérsias um caráter objetivo, com base em argumentos cientificamente sólidos.

Quem trabalha no Conselho de Peritos?

Na Alemanha, muitas fundações se ocupam com os desafios da imigração e com o desenvolvimento da política de asilo. Elas se reuniram, formando o SVR. A iniciativa partiu da Fundação Mercator e da Fundação Volkswagen. Nove cientistas de diversas disciplinas pertencem a esse grupo de peritos que apresentam em um relatório anual uma síntese dos resultados do seu trabalho.

De que temas se trata?

A formação, a fuga e o asilo são atualmente os pontos centrais dos projetos de pesquisa. Os resultados são estudos sobre a forma de tratamento das diferenças culturais, pesquisas sobre o início de carreira de estudantes internacionais ou sondagens dos motivos dos emigrantes da Alemanha. De dois em dois anos, um barômetro de integração mede a “temperatura” da sociedade alemã de imigração, tendo sempre o objetivo de dar impulsos a discussões políticas e públicas. 

O que os peritos sugerem quanto à migração de profissionais?

Comparando-se, podemos dizer que os trabalhadores de profissões simples e muito procuradas têm mais dificuldade do que os acadêmicos, pois suas qualificações adquiridas na sua pátria não são reconhecidas na íntegra. Por isso, o Conselho de Peritos propõe que se tenha mais flexibilidade no reconhecimento dessas profissões.

As propostas do SVR são também realizadas?

Ainda neste ano de 2018, o governo alemão pretende aprovar uma lei de imigração de profissionais, a qual venha reunir, simplificar e sistematizar todas as regulamentações existentes. Isto corresponde às propostas feitas pelo Conselho de Peritos no seu parecer anual.  

© www.deutschland.de