Faleceu Sassoli, o presidente do Parlamento Europeu

A presidente da Comissão Europeia von der Leyen, o presidente alemão Steinmeier, o chanceler alemão Scholz e a ministra das Relações Externas Baerbock elogiaram o político italiano como europeu convicto. 

EU-Parlamentspräsident Sassoli gestorben
dpa

Aviano/Bruxelas (dpa) – Europa está de luto pela morte do presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli. O italiano morreu na terça-feira à noite numa clínica em seu país de origem, aos 65 anos de idade. Renomados políticos prestaram homenagem ao socialdemocrata nascido em Florença, como europeu entusiasmado.

«Hoje é um dia triste para a Europa», disse Ursula von der Leyen, chefe da Comissão Europeia. A UE perdeu «um europeu apaixonado, um democrata sincero e um bom homem». O Parlamento Europeu e outras instituições da União Europeia, mas também o Parlamento Federal alemão em Berlim, hastearam suas bandeiras a meio mastro.

O chanceler Olaf Scholz declarou: «A Europa perde um engajado presidente do Parlamento, a Itália perde um político hábil e a Alemanha perde um bom amigo». Em carta de condolência, o presidente alemão Frank-Walter Steinmeier elogiou Sassoli como «defensor de uma Europa social e uma face simpática e convencedora nas instituições da EU». A ministra das Relações Externas Annalena Baerbock afirmou no Twitter: «Como presidente do PE, ele conseguiu, muitas vezes, superar as diferenças e fortalecer assim o Parlamento como um todo. Não esqueceremos seu engajamento convicto pelo tratamento humano dos refugiados».

Fonte: dpa, tradução: deutschland.de