G7 faz acordo sobre imposto global mínimo

Até agora, grandes empresas como Apple e Google vêm usando frequentemente paraísos fiscais para pagar o mínimo possível de impostos. Um imposto global mínimo deve mudar isso. 

G7 einigen sich auf globale Mindeststeuer
dpa

Londres (dpa) – Grandes empresas digitais como Apple e Google deverão pagar pelo menos 15% de impostos no mundo inteiro no futuro, segundo a vontade das principais nações industriais. Após anos de negociações, os ministros das Finanças dos países do G7 acertaram em Londres no sábado uma reforma tributária global. Além do imposto mínimo de 15%, também deve ficar assegurado que, no futuro, as grandes empresas paguem seus impostos no país em que realizarem suas vendas, de acordo com uma declaração conjunta do G7. O ministro alemão das Finanças, Olaf Scholz (foto: acima à direita), falou de uma «revolução fiscal». O avanço é visto como base importante para maior acordo entre os países do G20. 

O objetivo é fazer com que as empresas multinacionais paguem maiores contribuições fiscais. Até agora, os impostos corporativos só deviam ser pagos na sede da empresa, mas não nos países onde as empresas são ativas. Este é frequentemente o caso das empresas digitais em quase todo o mundo. Isto levou muitas empresas a mudarem suas sedes para países com impostos mais baixos. 

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de