Alemães têm mais consciência do clima

De acordo com uma pesquisa recente, muitos alemães estão dispostos a mudar suas vidas em prol do clima. Mas não querem nenhum novo imposto. 

Deutsche leben bereits klimabewusster
dpa

Hamburgo (dpa) – Quase três quartos dos cidadãos na Alemanha estão preparados para fazer certas restrições ao consumo e aos hábitos de vida, a fim de preservar o meio ambiente e a natureza, segundo uma pesquisa. Na pesquisa representativa on-line para a Fundação BAT para Questões Futuras, sediada em Hamburgo, 73% disseram que aceitariam restrições em favor da proteção ambiental. 

Muitos cidadãos já mudaram seus hábitos na vida cotidiana. Quase dois terços dos entrevistados selecionam seu lixo, prescindem de sacos plásticos e usam lâmpadas de baixo consumo. 51% disseram voar menos de avião e outros 31% estariam dispostos a fazer isso. Quando se trata de desistir do carro, no entanto, o quadro é diferente. 23% disseram que já praticam a renúncia. 20% poderiam imaginar fazer isso, mas 57% responderam que não querem desistir do carro. De todas as medidas propostas, a introdução de um imposto climático teve a maior rejeição: 68% disseram não, apenas 30% disseram que o aceitariam. 

«A maioria dos cidadãos alemães está disposta a ajudar a deter a mudança climática, mas as restrições pessoais devem ser as mais baixas possíveis», disse o diretor científico da Fundação BAT, professor Ulrich Reinhardt, resumindo os resultados. Seu conselho: a política deve facilitar ao máximo para a população a mudança rumo a uma vida cotidiana verde. 

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de