Alemanha dá exemplo na Copa do Mundo

A ministro alemã do Interior Faeser e a seleção alemã de futebol se opõem à proibição da braçadeira “One Love” pela FIFA.

Deutschland setzt Zeichen bei Fußball-WM
picture alliance/dpa

Al-Rajjan (dpa) – Na Copa do Mundo no Qatar, a ministra alemã do Interior, Nancy Faeser, deu um sinal de abertura e diversidade, usando a braçadeira “One Love”. Faeser vestiu a braçadeira nas arquibancadas durante a partida de abertura da seleção alemã contra o Japão. Antes do início da partida, os jogadores também fizeram uma manifestação. Durante a foto do time, todos os jogadores taparam a boca com a mão – uma mensagem dirigida à FIFA, que havia banido sob ameaça de sanções a braçadeira de capitão “One Love”, usada por Manuel Neuer e outros seis capitães de time europeus.

A seleção nacional alemã perdeu por 2:1 a partida contra o Japão, o que significa que a equipe do técnico Hansi Flick está agora sob enorme pressão na segunda partida contra a Espanha no domingo, já que uma segunda derrota ameaça uma eliminação antecipada da Copa do Mundo.

A ministra alemã do Interior Faeser classificou como “grande erro” e como “inaceitável” a proibição da FIFA de uso da braçadeira “One Love”. Ela disse que não estava bem “interferir de tal forma num torneio. Espero que seja legalmente esclarecido se é permitido impor sanções”, disse Faeser à emissora de televisão ARD.

A Federação Alemã de Futebol (DFB) declarou que direitos humanos não são negociáveis. “Isso deve ser evidente por si mesmo. Mas infelizmente ainda não é. É por isso que esta mensagem é tão importante para nós. Proibir-nos de usar a braçadeira é como amordaçar nossas bocas”.

Fonte: dpa; Tradução: deutschland.de