Alemanha promete o maior montante de ajuda na conferência da Síria

O conflito na Síria ainda está causando um sofrimento inimaginável. Numa conferência on-line de doadores, a Alemanha e outros países prometeram mais bilhões de dólares em ajuda. 

Deutschland sagt bei Syrien-Konferenz größten Hilfsbetrag zu
dpa

Bruxelas (dpa) – A Alemanha e vários outros países vão fornecer mais 5,3 bilhões de euros para mitigar as consequências catastróficas do conflito na Síria. Só a Alemanha prometeu 1,7 bilhão de euros na conferência on-line de doadores, nesta terça-feira. É a maior soma prometida em quatro anos, explicou o ministro alemão das Relações Externas, Heiko Maas. Ao mesmo tempo, o político socialdemocrata deixou claro que o apoio alemão à reconstrução da infraestrutura destruída na Síria continua, por enquanto, fora de questão. «Não haverá reconstrução sem um processo político substancial», afirmou Maas.

Além da Alemanha, os EUA, a Grã-Bretanha e a Comissão da UE, entre outros, também prometeram grandes somas na conferência. Por exemplo, mais 560 milhões de euros serão disponibilizados pelo orçamento da UE em 2022 – em outras palavras, o mesmo montante que no ano corrente. Os EUA anunciaram uma nova ajuda de 596 milhões de dólares (cerca de 508 milhões de euros), a Grã-Bretanha uma contribuição de 205 milhões de libras esterlinas (cerca de 240 milhões de euros). A Alemanha foi de longe o maior doador, de acordo com os números divulgados pela Comissão da UE na terça-feira à noite.

Representantes de mais de 60 países e organizações haviam se registrado para a conferência de doadores da Síria, organizada pela UE e pelas Nações Unidas. O dinheiro coletado no evento on-line é destinado, entre outras coisas, à alimentação, ajuda médica e educação escolar das crianças. O dinheiro fluirá diretamente para o país da guerra civil, através de organizações de ajuda, ou para os países da região que acolheram muitos refugiados da Síria.

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de