Inauguração do Deutsches Romantik-Museum

Em uma cerimônia oficial, foi inaugurado em Frankfurt o Deutsches Romanitk-Museum. O seu acervo básico é uma coleção única no mundo, que contém obras literárias e de arte da era romântica.

Romantikmuseum
Freies Deutsches Hochstift, Foto Alexander Paul Englert

Frankfurt do Meno (dpa) – Em uma cerimônia oficial, foi inaugurado em Frankfurt, na noite de segunda-feira, o Deutsches Romantik-Museum. O seu acervo básico é uma coleção única no mundo, que contém obras literárias, de arte e da cultura do dia a dia da época do romantismo na Alemanha, colecionadas pela fundação Freies Deutsches Hochstift. Esta instituição também é responsável pela casa de Goethe, ao lado da qual foi construído o museu do romantismo. Entre os objetos de exposição estão, por exemplo, os manuscritos de Clemens e Bettine Brentano, esboços de composições de Robert Schumann e pinturas de Caspar David Friedrich.

 “O Deutsches Romantik-Museum é, para o Estado de Hessen, mais um magnífico recinto, no qual a se pode reviver uma época de irrupção criativa e social”, explicou Angela Dorn (Os Verdes), ministra da Arte e Cultura do Estado de Hessen na segunda-feira. Aqui, “a magia do romantismo teria ganhado nova vida”.   

Christoph Mäckler, arquiteto de Frankfurt, projetou esse novo prédio. A fachada, que é composta de três partes, foi pintada em diferentes tons de pastel. A área da exposição permanente é de 1 200 metros quadrados. Outros 400 metros quadrados são para exposições temporárias. O custo total foi de aproximadamente 18,5 milhões de euros.

Fonte: dpa, tradução: deutschland.de