Quem se torna “humboldtiano”?

A Fundação Alexander von Humboldt cria uma rede mundial de pesquisa de ponta. O que vocês precisam saber sobre a Fundação.

Presidente alemão Steinmeier na recepção de verão para os bolsistas.
Presidente alemão Steinmeier na recepção de verão para os bolsistas. dpa

Desde quando existe a Fundação Humboldt?

A Fundação foi criada em 1860, pouco tempo depois da morte de Alexander von Humboldt, a fim de apoiar as viagens de pesquisa de descobridores e cientistas alemães para todo o mundo. Contudo, a Fundação perdeu o seu capital na hiperinflação posterior à Primeira Guerra Mundial. Em 1925, ela foi recriada pelo Ministério de Relações Externas, mas com uma finalidade distinta. A Fundação Alexander von Humboldt então não mais financiava viagens de pesquisa, mas fomentava a estadia de estudos de pesquisadoras e pesquisadores estrangeiros na Alemanha. Com o fim da Segunda Guerra Mundial, ela encerrou as suas atividades.

O que faz hoje a Fundação?

Em 1953, a Fundação foi criada pela terceira vez, agora na República Federal da Alemanha. Sobretudo os ex-bolsistas de todo o mundo empenharam-se pela sua recriação. Os objetivos foram iguais aos da sua segunda constituição: a Fundação fomenta e cuida os cientistas internacionais convidados de todas as especialidades, durante as suas estadias de pesquisa na Alemanha. Já foram fomentados mais de 28500 cientistas de 140 países, entre eles 55 portadores de Prêmio Nobel até agora. Uma meta central da Fundação é a interconexão mundial em rede dos pesquisadores e assim, das ciências. A Fundação tem a sua sede em Bonn-Bad Godesberg.

Quem financia a Fundação?

A Fundação Humboldt é financiada sobretudo pelo governo federal alemão, em especial pelo Ministério de Relações Externas, pelo Ministério Federal de Educação e Pesquisa, pelo Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento, pelo Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza e Segurança de Reatores, bem como em 5,5 % pela União Europeia, e apoiada por outras fundações e patrocinadores. As despesas da Fundação em 2017 foram de 127,3 milhões de euros.

Como funciona a interconexão em rede?

De acordo com os seus estatutos, a Fundação não fomenta nenhum projeto, mas sim pessoas que fazem trabalho científico de ponta. Ela ressalta explicitamente a importância do “espírito pioneiro de personalidades individuais” para o progresso científico. Apoiar essas pessoas é meta da Fundação, da mesma forma como o estabelecimento de rede de conexão dessas pessoas. A Fundação denomina seus próprios bolsistas de “humboldtianos” e ressalta assim a concepção de uma comunidade mundial de bolsistas e laureados. A Fundação Alexander von Humboldt concede vários prêmios, dos quais as dotações mais altas são as do prêmio para trabalhos experimentais, com 5 milhões de euros, e para os cientistas teóricos, com 3,5 milhões de euros. As verbas são postas à disposição dos cientistas laureados para as suas pesquisas num prazo de cinco anos.

www.humboldt-foundation.de

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: