O ano da bioeconomia

O objetivo do governo federal alemão é instaurar uma economia de mercado sustentável, sem o emprego de combustível fóssil. O Ano Científico de 2020 deve ajudar a trilhar esse caminho.

Grande variedade de matéria-prima renovável. Colheita de milho.
Grande variedade de matéria-prima renovável. Colheita de milho.

A bioeconomia é um conceito usado para a transformação de uma economia que tem por base o combustível fóssil, principalmente o petróleo. Essa economia ultrapassada deverá ser substituída por uma economia que também seja competitiva, mas que seja uma economia sustentável, na qual as matérias-primas renováveis substituam o petróleo. Para alcançar essa meta, o governo federal alemão aprovou em janeiro de 2020 uma Estratégia Nacional de Bioeconomia.

O Ano Científico 2020 Bioeconomia, do Ministério Federal da Educação e Pesquisa (BMBF), deverá fazer a Alemanha progredir na realização desse política. Segundo esse ministério, a ideia é: “O Ano Científico 2020/21 mostra de quais soluções a pesquisa já dispõe hoje quanto a essas questões. Muitas novas tecnologias e procedimentos podem nos ajudar, no futuro,  a fabricar, a elaborar e a consumir as matérias-primas e os produtos de uma outra maneira”.  

Os anos científicos não são eventos que acontecem em lugares fechados, como laboratórios e instituições de pesquisa. Muito mais, os cidadãos e as cidadãs são convidados a participar ativamente na configuração das transformações, em diálogo com a ciência e a pesquisa, em discussões e em cooperações.

Os anos científicos vêm sendo organizados desde 2000 pelo BMBF, em cooperação com a iniciativa “Ciência em Diálogo” e com a sua presidente, a pesquisadora do clima e bióloga marinha Antje Boetius. O objetivo é promover o intercâmbio entre a ciência e o público e apresentar a situação atual da pesquisa sobre os temas correspondentes. Na bioeconomia trata-se, muitas vezes, de novas tecnologias, como materiais de construção e isolamento feitos de fibras vegetais, de microrganismos que reduzem os poluentes, de substituir o querosene por combustíveis retirados de algas e de plásticos biodegradáveis.

© www.deutschland.de