A East Side Gallery em Berlim

Com cerca de 1,3 quilômetro de extensão, a East Side Gallery é a maior galeria ao ar livre do mundo.

dpa/Hans Wiedl - East Side Gallery

Ao longo da rua Mühlenstrasse, no bairro berlinense de Friedrichshain, está o mais longo trecho contínuo do Muro de Berlim, que conseguiu resistir à mudança dos tempos: a East Side Gallery. Em 1990, foi realizada a proposta conjunta das duas associações de artistas alemães, já unificadas, de fazer pintar um pedaço do Muro por artistas de todo o mundo, como primeiro projeto artístico da Alemanha unificada. Logo surgiram mais de cem pinturas, algumas das quais conquistaram fama iconográfica mundial.

O mundialmente famoso “beijo fraternal”

O  artista russo Dmitri Vladimirovich Vrubel, por exemplo, fez a pintura “Meu Deus, me ajude a sobreviver a este amor fatal”, que mostra o “beijo fraternal” entre Leonid Brejnev e Erich Honecker. O pintor francês Thierry Noir, que já pintara ilegalmente o Muro antes da virada, contribuiu com uma “Homenagem à Geração Jovem”. No ano de 1991, o pedaço do Muro foi tombado como patrimônio histórico. A East Side Gallery era composta então de 106 pinturas em 832 elementos de concreto, cada um com 1,20 m. de largura e uma altura de 3,60 metros. Em 2009, através de uma iniciativa do artista Kani Alavi, de origem iraniana, puderam ser restauradas 101 pinturas da East Side Gallery.

Mas a paz ainda não tomou conta do antigo paredão fronteiriço interalemão, onde patrulhavam antigamente os soldados com ordem para atirar. Por um lado, as medidas de saneamento dos últimos anos são criticadas. Alguns artistas consideram violados os seus direitos autorais, através da restauração das suas obras. Além disto, houve protestos veementes em 2013, contra o projeto de construção de um edifício por trás do Muro, ameaçando destruir o monumento. Agora, o mundialmente famoso trecho do Muro deverá ser removido para a periferia, no sul da área urbana de Berlim. Resta a pergunta, se a galeria ao ar livre manterá a sua força original de monumento da Unidade Alemã, também como “South Side Gallery”.

25º aniversário da inauguração da East Side Gallery, em 28 de setembro de 2015

© www.deutschland.de