Inauguração do Museu Barberini

Não ocorre todos os dias a inauguração de um novo Museu de Arte. Em Potsdam, a partir de 23 de janeiro, o Museu Barberini ligará as obras de arte do Modernismo com a arquitetura barroca.

Helge Mundt - Museum Barberini

Roma está às margens do rio Havel? Não, mas pelo menos não se pode deixar de notar as semelhanças do reconstruído Palais Barberini em Potsdam com o Palazzo Barberini em Roma. Em 23 de janeiro de 2017 será inaugurado lá o novo Museu de Arte Barberini.

Um pouco de História da Cultura

Já em 1770, o rei prussiano Frederico, o Grande mandou construir o Palais Barberini como casa burguesa classicista-barroca, lá eram realizados eventos culturais e reuniões de associações. Na Segunda Guerra Mundial, o Palais foi amplamente destruído por um ataque aéreo e a ruína foi demolida no pós-guerra. Em 2005, foi decidida a reconstrução do prédio, a fim de reativar “um dos lugares antigamente mais bonitos da Europa”. Entre 2013 e 2016, o Palais foi reconstruído seguindo o modelo histórico. O fundador e mecenas do Museu Barberini é Hasso Plattner, cofundador da empresa de software SAP.

Por amor à arte

Hasso Plattner dedicou-se, entre outras coisas, a projetos sociais e culturais, através da Fundação Hasso Plattner, entidade de utilidade pública. Durante décadas, ele formou uma admirável coleção de arte da época da extinta RDA, pinturas posteriores a 1989 e obras-primas da História da Arte. Ao lado de obras impressionistas de Claude Monet, Plattner colecionou também obras de Max Liebermann, Edvard Munch e Gerhard Richter. Com o Museu Barberini, Hasso Plattner deseja mostrar publicamente sua coleção de arte, colocá-la à disposição para exposições e cooperações internacionais entre museus. Para as 18 salas do Palais estão planejadas exposições desde as pinturas dos mestres antigos até à arte contemporânea.

Potsdam como novo centro da História da Arte

O Museu Barberini será inaugurado com duas exposições: “Impressionismo. A arte da paisagem” e “Clássicos do Modernismo. Liebermann, Munch, Nolde, Kandinsky”. Nas duas exposições será exposto um total de mais de 170 obras. “Desejamos propiciar ao visitante um encontro intensivo com os quadros originais e consagrar Potsdam a longo prazo como um novo centro da História da Arte”, afirma a diretora do Museu, Ortrud Westheider.

O novo museu, na praça Alter Markt, está contando com grande êxito. Somente no prazo de uma semana, no começo de dezembro de 2016, vieram mais de 24.500 visitantes para conhecer o Palais Barberini, ainda vazio. Com o aplicativo “Barberini App”, os visitantes podem passear de antemão pelas salas do reconstruído Palais Barberini. Em panoramas de 360 graus estão inseridos documentos de imagem e de som sobre a agitada história do prédio. Testemunhas oculares do histórico Palais Barberini narram as suas recordações. Um vídeo sobre o novo museu pode ser acessado aqui.

Inauguração do Museu Barberini em 23 de janeiro de 2017 

www.museum-barberini.com/en

© www.deutschland.de