Centro de eventos de Berlim, com História

De onde a alameda Strasse des 17. Juni recebeu o seu nome? E ela é rodeada por quais atrações? Nós mostramos isso com fotografias e um vídeo!

A Strasse des 17. Juni começa no Portão de Brandemburgo.
A Strasse des 17. Juni começa no Portão de Brandemburgo. dpa

Importante via urbana, atração turística, local de eventos – quase nenhuma outra rua de Berlim é tão conhecida como a Strasse des 17. Juni (Rua do 17 de Junho). Começa aqui uma viagem pelo tempo, do Leste para o Oeste.

Quais são a extensão e a largura da Strasse des 17. Juni?

A Strasse des 17. Juni é parte do grande eixo Leste-Oeste de Berlim. Ela vai do Portão de Brandemburgo no Leste, através do parque Tiergarten, até a praça Ernst Reuter no Oeste. Ela tem cerca de 3,5 quilômetros de extensão e 85 metros de largura.

Alameda de palácio a palácio

No final do século 17, o príncipe eleitor Frederico III mandou construir uma via que ligava o Berliner Stadtschloss (palácio urbano) no centro histórico de Berlim (demolido em 1950 e atualmente em reconstrução) ao palácio de Charlottenburg no Oeste da cidade. Desde 1820, transitaram por essa via as principais inovações da técnica de transporte: ônibus e bondes puxados por cavalos – e hoje, bondes elétricos que funcionam com acumuladores.

Berliner Stadtschloss
dpa

Como se chamava antigamente a Strasse des 17. Juni?

Os nazistas ampliaram a via em 1935, no âmbito do projeto megalomaníaco “Capital Mundial Germânia”, para ser uma alameda representativa e a batizaram de Eixo Leste-Oeste. Anteriormente, no trecho entre o Portão de Brandemburgo e a estação de metrô suburbano Tiergarten, ela era chamada muito elegantemente de “Charlottenburger Chaussee”. O trecho entre a estação Tiergarten e a praça Ernst Reuter era chamada de Berliner Strasse.

Ost-West-Achse
dpa

De onde a Strasse des 17. Juni tem o seu nome atual?

O nome relembra uma revolta popular na RDA, fundada em 1949. Nos dias em torno do 17 de junho de 1953 irromperam em Berlim Oriental e em outras partes do país greves e protestos, que o governo da RDA reprimiu violentamente com o apoio das tropas soviéticas de ocupação. 34 pessoas morreram. No correr do ano de 1953, foi mudado o nome para Strasse des 17. Juni – inicialmente na Charlottenburger Chaussee do Leste, posteriormente também no trecho localizado em Berlim Ocidental.

1953 Ost-Berlin
dpa

Portão de Brandemburgo: o símbolo da Unidade Alemã

O portão do triunfo inaugurado em 1791 marca o início da via e está entre as construções mais conhecidas de Berlim. Desde 1814, o Portão de Brandemburgo é um monumento nacional da libertação. Na época, havia retornado a escultura da Quadriga, roubada por Napoleão. Através da sua localização próxima ao Muro de Berlim e da Queda do Muro em 9 de novembro de 1989, ele se tornou um símbolo da Unidade Alemã

Brandenburger Tor: Symbol der deutschen Einheit
dpa

Memorial de Guerra na Strasse des 17. Juni: o monumento soviético

O Memorial de Guerra soviético foi construído pelo Exército Vermelho em 1945, imediatamente após o fim da Segunda Guerra Mundial. Sua entrada principal, localizada na Strasse des 17. Juni, é emoldurada por dois tanques de guerra soviéticos do tipo T 34, que foram os primeiros a chegar à cidade no avanço soviético de 1945. No Memorial de Guerra encontram-se os túmulos de mais de 2000 soldados mortos na batalha.

Sowjetisches Ehrenmal
dpa

O centro da Strasse des 17. Juni: a praça Grosser Stern

A praça Grosser Stern divide a Strasse des 17. Juni em duas partes. A Siegessäule (coluna da vitória), com a figura alada da deusa romana Vitória, é chamada carinhosamente pelos berlinense de “Goldelse” (Elsa de ouro). A Grosser Stern é um cruzamento de cinco vias importantes; cerca de 180.000 veículos passam diariamente pela rotatória.

 

Der Große Stern
dpa

Atração turística na Strasse des 17. Juni: o mercado das pulgas de Berlim

O mercado das pulgas de Berlim, quase no final da Strasse des 17. Juni, no lado ocidental do Tiergarten, atrai os turistas. Ligada ao tradicional mercado das pulgas, há também uma feira de artesanato.

Berliner Trödelmarkt
dpa

Fechada outra vez? A Strasse des 17. Juni como local de eventos

Sua mais recente história como local de eventos começou com o festival de música techno, a “Loveparade”, que transformou a Strasse des 17. Juni uma vez por ano, de 1996 até 2006, numa locação de festa. Entrementes, a alameda é fechada em mais de 100 dias por ano para a realização de eventos. O que irrita os berlinenses, alegra os turistas. Dos grandes eventos fazem parte a Maratona de Berlim, a festa de réveillon em torno do Portão de Brandemburgo e – desde Copa do Mundo de futebol de 2006 – os telões para as transmissões de grandes torneios esportivos. A Strasse des 17. Juni transforma-se então na “milha dos torcedores”, ou simplesmente “die Meile”.

Fanmeile Berlin
dpa