Oceano – nostalgia

Os oceanos são essenciais, mas a mudança do clima os está ameaçando cada vez mais. Quatro pesquisadores relatam sobre problemas e soluções.

Os oceanos exercem um forte fascínio nas pessoas.
Os oceanos exercem um forte fascínio nas pessoas. www.uli-kunz.com

Tom Vierus, fotógrafo, cineasta e biólogo marinho

Tom Vierus
Tom Vierus www.tomvierus.com

“Nossos oceanos são o coração e os pulmões do nosso planeta azul. Eles regulam o nosso clima enquanto eles também absorvem o calor e o dióxido de carbono. É precisamente este mecanismo natural que os torna tão vulneráveis às consequências da mudança do clima. Uma concentração maior de dióxido de carbono aumenta a acidez da água. O aumento de temperatura da água ameaça o habitat de inúmeros peixes e corais.

O maior problema dos nossos mares é a pesca excessiva sistemática. Por isso, é importante que se comprem somente peixes de pescas locais e sustentáveis. A melhor maneira de fazer com que os mares descansem um pouco é prescindir totalmente de peixes”.

Kirsten e Joachim Jakobsen, oceanógrafos

Kirsten & Joachim Jakobsen
Kirsten & Joachim Jakobsen Rebikoff-Niggeler Stiftung

“Operamos com o nosso submarino de pesquisa LULA1000 no âmbito do acordo com a Fundação Rebikoff-Niggeler. Mergulhamos até uma profundidade de 1 000 metros no Atlântico. Fascinante é que essas zonas profundas dos oceanos ainda não foram muito pesquisadas. Mas o aquecimento e a acidez das águas dos oceanos estão provocando distúrbios nos sistemas ecológicos marinhos. É necessário que se façam ainda muitas pesquisas de base no setor dos oceanos, principalmente com respeito aos efeitos que as mudanças do clima provocam no sistema ecológico, como no do mar profundo.

A Alemanha pode assumir um papel de pioneira na oceanografia, impulsionando, por exemplo, a criação de uma agência oceanográfica europeia, nos moldes da Agência Espacial Europeia”.

Uli Kunz, mergulhador para fins científicos, diretor de expedição e fotógrafo

Uli Kunz
Uli Kunz www.uli-kunz.com

“Agora, todo o mundo tem de agir junto e não somente alguns países isoladamente. Temos de levar a nossa sociedade a um caminho que seja tolerável para a Terra. Isto significa: menos consumo em geral, menos consumo de energia e a produção da energia consumida a partir de fontes renováveis, como o vento ou o Sol.

Mesmo que nós, seres humanos, tenhamos transformado profundamente os oceanos, levando muitas outras criaturas à beira da extinção, o mundo submarino ainda continua sendo uma região selvagem e primitiva. Todo mergulho é uma aventura. Muitas pessoas falam da pesquisa espacial e de nossas viagens a outros planetas, mas temos primeiramente de entender as correlações da natureza e de preservar a natureza na qual vivemos.”

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: