A Universidade das Nações Unidas no Reno

Bonn é um dos excepcionais centros da Universidade das Nações Unidas

picture-alliance/dpa - UN city of Bonn
picture-alliance/dpa - UN city of Bonn picture-alliance/dpa - UN city of Bonn

A Universidade das Nações Unidas (UNU) não pretende nada menos do que encontrar soluções para os problemas atuais e futuros da humanidade. Sendo assim, centenas de funcionários dedicam-se no mundo todo à pesquisa de catástrofes naturais e proteção ambiental, de pobreza e ajudas ao desenvolvimento, de guerras e missões de paz. E isto já há mais de 40 anos. Até agora, essa ramificação acadêmica das Nações Unidas (ONU) era considerada, sobretudo, uma “think tank” com sede principal em Tóquio e filiais em Nova York, Paris e Bonn. Mas esta ideia mudou a partir do outono europeu de 2013, pois a UNU desenvolveu então, em cooperação com a Rheinische Friedrich-Wilhelms-Universität de Bonn, o curso de mestrado “Geography of Environmental Risks and Human Security”. Este é o primeiro curso universitário de uma universidade nacional com a instituição ONU. “Aqui, a ciência acadêmica se encontra com a pesquisa orientada na prática e incorporada no sistema da ONU, o que é uma excelente mistura”, diz o professor Jakob Rhyner, vice-reitor da UNU na Europa. Assim, os estudantes seriam preparados da melhor maneira possível para uma carreira em organizações internacionais.

Partindo de Bonn, a UNU pretende crescer na Europa e na África

Desta maneira, se torna mais evidente que Bonn é a cidade alemã das Nações Unidas, estabelecendo-se como centro internacional de pesquisa e ciências. No Campus da ONU no Reno também existem programas e institutos da Universidade das Nações Unidas, como, por exemplo, o “Instituto do Meio Ambiente e da Segurança Humana” (UNU-EHS), que pesquisa a vulnerabilidade da sociedade frente a perigos causados pela natureza e pela própria humanidade. Ele é um de cerca de doze institutos e programas da UNU no mundo todo. Ponto central em Bonn é o vice-reitorado da Universidade das Nações Unidas (UNU-ViE), o único ao lado do existente na sede principal no Japão. Isto dá mais vulto à presença da Universidade das Nações Unidas na Europa, dado que esta “universidade mundial” pretende crescer, principalmente na Europa e na África, para que os problemas da humanidade possam ser pesquisados mais rapidamente.

 

www.bonn.unu.edu

www.ehs.unu.edu

www.unric.org

 

© www.deutschland.de