Desfile no Christopher Street Day

Homossexuais e lésbicas fazem promoção no Christopher Street Day para a paridade de direitos.

Christopher-Street-Day
picture-alliance/dpa-Christopher-Street-Day

Plumas azuis, adornos listrados de preto-amarelo, asas douradas, maquilagem excêntrica – as fantasias usadas no Christopher Street Day são coloridas e gritantes. Tipos exóticos rebolam pelas ruas das cidades, de Berlim a Colônia. De fins de junho até fins de setembro, os desfiles coloridos dos homossexuais tomam conta das cidades alemãs. Toda cidade tem seu próprio Christopher Street Day.

Já não são mais só os homossexuais e as lésbicas que participam nessa festa popular, mas todos que lhes querem dar sua voz contra a discriminação, pois esses desfiles não são apenas eventos divertidos, mas têm muito a ver com direitos de igualdade no dia a dia, na forma de vida e nas relações homossexuais. Eles também recordam o primeiro conhecido levante dos homossexuais contra o arbítrio da polícia em 28 de junho de 1969 na rua Christopher Street de Nova York.

Os participantes e o programa são coloridos e estridentes, como, por exemplo, no Christopher Street Day em Colônia, a metrópole do Reno, que durante três dias se transforma em uma grande festa, onde no final são acenadas com orgulho as bandeiras arco-íris. Muito peculiar é o “CSD no Lago” transnacional, onde a cena de homossexuais e lésbicas da região do Lago de Constança de Kreuzlingen na Suíça cruza para o lado alemão.

www.queer.de/csd-termine.php

www.csd-cologne.de

http://csd-konstanz.de/

www.csd-berlin.de

© www.deutschland.de