Conferência Mundial do Clima: Propostas para pagamentos de compensação

A Alemanha anuncia mais dinheiro para fundos de adaptação em Xarm el-Xeikh. 

Annalena Baerbock
dpa

Xarm el-Xeikh (dpa) – Na Conferência Mundial do Clima, há um projeto para possíveis pagamentos de indenizações aos países mais pobres por danos relacionados ao clima. Uma minuta com três etapas possíveis foi apresentada aos aproximadamente 200 países participantes. Elas incluem o estabelecimento imediato de um novo fundo, alternativamente o estabelecimento de um novo fundo na próxima conferência climática no final de 2023 em Dubai, e um “acordo de financiamento” de cunho bastante generalizado. Este fundo é o ponto mais importante de discussão da conferência. Ele deverá aliviar os países mais pobres dos danos, para os quais eles mesmos contribuíram muito pouco.

A ministra das Relações Externas, Annalena Baerbock, e a ministra alemã do Meio Ambiente, Steffi Lemke, anunciaram em Xarm el-Xeikh que a contribuição da Alemanha para o Fundo Global de Adaptação será aumentada em 60 milhões de euros. A Alemanha é o maior país doador para o instrumento central de financiamento multilateral da adaptação climática. A principal prioridade do Fundo é apoiar as comunidades que são particularmente vulneráveis aos impactos da crise climática. Desde 2010, o Fundo pôs à disposição cerca de 923,5 milhões de dólares. Desse montante, 514 milhões de dólares foram disponibilizados pela Alemanha.

Fonte: dpa; Tradução: deutschland.de