Debate sobre vacinação compulsória

Devido à taxa de vacinação relativamente baixa e ao número crescente de casos, vem cada vez mais à tona na Alemanha a questão de uma obrigação geral de vacinação. 

Debatte über allgemeine Impfpflicht
dpa

Berlim (dpa) – Em vista da dramática situação na epidemia do coronavírus, o debate sobre uma obrigação geral de vacinação está ganhando um novo impulso. É preciso começar a pensar sobre isso, reivindicou o especialista em saúde do Partido Social Democrático (SPD), Karl Lauterbach. «Eu definitivamente não descartaria mais essa possibilidade e acredito que isso não nos ajuda muito de imediato, mas temos de pensar numa vacinação obrigatória». Recentemente, vários representantes dos partidos democrático-cristãos (CDU/CSU) também se mostraram abertos à vacinação compulsória, incluindo o governador de Schleswig-Holstein, Daniel Günther (CDU), e o governador da Baviera, Markus Söder (CSU).

Depois da Associação de Pediatras e Médicos de Adolescentes, também o presidente da Associação Alemã de Proteção à Criança, Heinz Hilgers, se pronunciou a favor da vacinação obrigatória para adultos – se a taxa de vacinação não aumentar de forma decisiva até a primavera setentrional do próximo ano. «Pessoalmente, sou a favor de discutir a vacinação compulsória para adultos e depois decidir sobre ela na primavera, se a taxa de vacinação permanecer tão baixa», disse Hilgers. «Isso também protegeria as crianças».

O presidente do Instituto Robert Koch, Lothar Wieler, expressou um ponto de vista cauteloso. A vacinação compulsória é «um recurso, mas estou inteiramente conforme com a Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre isso, que todos nós não desejamos», disse ele. «Não há ninguém que realmente gostaria de impor a vacinação compulsória. (...) Mas quando já se tentou todo o resto, então a OMS diz que há que pensar na vacinação obrigatória».

O motivo do debate é que os especialistas acreditam que a taxa de vacinação na Alemanha é muito baixa. Recentemente, no entanto, a taxa de vacinação aumentou novamente, especialmente para as vacinas de reforço. A situação dos contágios piorou drasticamente nas últimas semanas, com novos recordes na incidência de sete dias sendo atingidos dia após dia.

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de