«Lançamento perfeito»: Maurer no espaço sideral

O astronauta alemão Matthias Maurer partiu para a Estação Espacial Internacional ISS. A Nasa se vangloria de um «lançamento perfeito». 

„Bilderbuch-Start“: Maurer im All
dpa

Cabo Canaveral (dpa) – Após numerosos adiamentos, o astronauta alemão Matthias Maurer partiu para a Estação Espacial Internacional ISS com um «lançamento perfeito» – e se tornou o décimo segundo alemão no espaço. Junto com três colegas da Nasa, o astronauta de 51 anos de idade, do Estado alemão do Sarre, decolou na quinta-feira da base espacial de Cabo Canaveral, no Estado americano da Flórida, para a Estação Espacial Internacional ISS, propulsionado por um foguete «Falcon 9» e a bordo da nave «Crew Dragon». Esta é a primeira vez em três anos que novamente um astronauta alemão está no espaço. «Do meu ponto de vista, foi um grande começo», disse em Cabo Canaveral o colega de Maurer, Alexander Gerst, o último alemão no ISS, em 2018. Também o diretor da Nasa, Steve Stich, falou de um «lançamento perfeito».

Após cerca de 22 horas de voo, Maurer e seus colegas da Nasa, Thomas Marshburn, Raja Chari e Kayla Barron – a chamada «Crew-3» – estão programados para atracar sexta-feira na ISS. Como mascote, eles levaram a bordo do «Crew Dragon» uma tartaruga de pelúcia, que começou a pairar na cabine logo após o lançamento, indicando o início da ausência de gravitação. Chari e Barron pertencem a um grupo seleto de astronautas da Nasa, carinhosamente conhecido como «Tartarugas».

Maurer é o primeiro alemão a voar num «Crew Dragon» da agência espacial privada SpaceX, de Elon Musk. O astronauta alemão da Agência Espacial Europeia (Esa) deverá realizar numerosos experimentos na ISS, numa altitude de cerca de 400 quilômetros durante cerca de seis meses, e também deverá absolver uma missão externa, fora da ISS. Aos 51 anos, Maurer é o viajante espacial alemão mais velho num voo inaugural. Na sua candidatura à Esa, Matthias Maurer, que tem doutorado em Ciência de Materiais, superou mais de 8.000 candidatos e treinou durante anos para a jornada rumo à ausência de gravitação.

Fonte: dpa; tradução: deutschland.de