O governo alemão garante mais apoio à Ucrânia

Após consultações do governo, o chanceler Scholz prometeu uma assistência mais abrangente à Ucrânia. A Alemanha também está fornecendo armas ao país.

Bundesregierung sichert Ukraine weitere Unterstützung zu
picture alliance/dpa/dpa Pool

Meseberg (dpa) – O chanceler alemão Olaf Scholz garantiu à Ucrânia uma ampla ajuda. Os parceiros democráticos estão fornecendo armamentos à Ucrânia e dando grande apoio financeiro – «também a Alemanha está participando disto e continuará a fazê-lo, sempre com decisões certas e apropriadas em cada momento», disse Scholz, após uma reunião fechada de dois dias do gabinete ministerial alemão em Meseberg, perto de Berlim. Segundo o chanceler, no centro das deliberações do governo alemão estiveram as consequências da guerra de agressão russa.

O chanceler afirmou que foram cuidadosamente discutidas as questões decorrentes da virada política. Ficou claro que o presidente russo Vladimir Putin havia feito cálculos completamente errados com sua brutal guerra de agressão contra a Ucrânia. Por exemplo, disse Scholz, a guerra levou a uma maior cooperação dentro da OTAN. Na semana passada, o governo alemão aprovou pela primeira vez a exportação de armas pesadas à Ucrânia, diretamente da Alemanha. A Ucrânia deverá receber inicialmente 50 tanques de defesa antiaérea «Gepard».

Scholz relatou também que centenas de milhares de pessoas já fugiram para a Alemanha para escapar da guerra. Àqueles que quiserem ficar, deverá ser oferecida uma perspectiva. O ministro alemão da Economia, Robert Habeck, deixou claro que também os russos que fugiram podem encontrar emprego na Alemanha. «Oferecemos empregos também àqueles que estão fugindo ou já fugiram da Rússia, ou seja, que deixaram o país para escapar do regime de Putin», disse Habeck. O governo alemão quer «dirigir-se de forma consciente» a essas pessoas.

Fonte: dpa, tradução: deutschland.de