Scholz promete ajuda alimentar

No início de sua viagem à África, o chanceler alemão Olaf Scholz prometeu ajuda aos países do continente, afetados pela crise alimentar mundial. 

Live-Ticker
dpa

Dakar (dpa) – No início de sua viagem à África, o chanceler alemão Olaf Scholz (SPD) prometeu ajuda aos países do continente afetados pela crise alimentar mundial e ofereceu cooperação ao Senegal na produção de gás. Faz sentido «prosseguir intensivamente» essa cooperação, essa é uma «preocupação comum», disse o chanceler, após conversações com o presidente senegalês Macky Sall em Dakar.

Trata-se da exploração de um campo de gás ao largo da costa da África Ocidental, na qual está envolvida a Mauritânia, bem como o Senegal. Scholz disse que se começou a trocar opiniões sobre a questão. «Também prosseguiremos com isso de forma muito intensa no plano técnico, após estas conversações». Sall enfatizou que o Senegal está disposto a abastecer a Europa com gás.

Quanto à atual crise alimentar, o chanceler advertiu que muitos países poderiam enfrentar grandes dificuldades para alimentar suas populações. Ele disse que o bloqueio russo às exportações de trigo da Ucrânia fez subir os preços dos alimentos e agravou a crise, especialmente nos países da África Oriental – Somália, Etiópia e norte do Quênia, afetados por uma seca maciça. «Muitos países do mundo, que estão muito longe, são afetados por essa guerra», disse Scholz.

Dakar é a estação inicial na primeira viagem de Scholz à África, desde que tomou posse há seis meses. Outras paradas na viagem de três dias são o Níger, um dos países mais pobres do mundo, e a África do Sul, o mais importante parceiro na África Subsaariana.

Fonte: dpa, tradução: deutschland.de