Viagem ao futuro da energia

A Alemanha irá se apresentar na Expo 2017 em Astana como uma nação cultural e visionária. Dietmar Schmitz, comissário do Pavilhão Alemão, explica esse projeto.

Hamburg Messe und Congress GmbH - Expo 2017

Senhor Schmitz, o Deutsche Pavillon auf der Expo 2017 (Pavilhão Alemão da Expo 2017) em Astana leva as pessoas a uma viagem pelo novo mundo da energia. O que espera os visitantes?

Quanto à apresentação, apostamos em uma mistura atraente de informação e lazer. Todos os objetos de nossa exposição sobre as energias renováveis, a mobilidade e a eficiência energéticas convidam os visitantes a participar e testar. Em uma gangorra, por exemplo, eles aprendem facilmente o princípio de uma turbina fluvial. Eles também podem dar uma olhada no futuro de células solares e ficar sabendo como funciona um reator biológico. Um grande evento emocional é a mostra energética “Energy Show”, uma apresentação laser espetacular, ativada por todos os visitantes juntos.

Dietmar Schmitz

Kasachstan, der Gastgeber der Expo (Cazaquistão, o anfitrião da exposição), é um país rico em petróleo e gás. As energias renováveis têm importância para esse país?

A escolha do tema da exposição “Energia do Futuro” já mostra que o Cazaquistão se preocupa conscientemente com as fontes energéticas alternativas. É também o que comprovam os projetos comuns entre a Alemanha e o Cazaquistão, como o primeiro parque eólico nesse país, o  Yerementau I, e uma casa inteligente em Astana, construídos com a participação alemã. Eles também serão mostrados no Pavilhão Alemão.

Ao lado de informações sobre a virada energética, o Pavilhão Alemão também oferecerá um vasto programa cultural. Quais são os pontos culminantes?

Queremos proporcionar uma visão tão abrangente como possível da paisagem cultural alemã. Entre os mais famosos artistas estarão também o pianista Joja Wendt, que se apresentará em julho, e o grupo Fools Garden (“Lemon Tree”), muito conhecido na Ásia, que dará um concerto em setembro. Entre mais de cem itens do programa estarão também inúmeras contribuições interessantes dos setores do cinema, do teatro, da dança e da moda.

O 12 de julho é o Dia Alemão das Nações na Expo. O que o senhor planejou?

No período da manhã será realizada a cerimônia oficial da Expo, com discursos, contribuições culturais e, em seguida, com visitas dos pavilhões da Alemanha e do Cazaquistão. No período da tarde, receberemos cerca de 600 convidados fora do areal da Expo. Joja Wendt dará concertos em ambos os eventos.

Além disso, dena, a agência alemã de energia, receberá no “German Energy Dialogue” de Astana os responsáveis da política e economia do setor da energia da Alemanha e do Cazaquistão. Este evento está sob a égide do Ministério de Investimentos e Desenvolvimento do Cazaquistão, que conta com o apoio do governo federal alemão.

Expo 2017 vom 10. Juni bis 10. September 2017 in Astana/Kasachstan (Expo 2017, de 10 de junho a 10 de setembro de 2017 em Astana/Cazaquistão)

© www.deutschland.de