Como a mídia social transforma a arte

Muitas telas de pintura são hoje digitais. Três influenciadores falam da influência da mídia social sobre a arte.

A ilustração “Midsummer” de Djamila Knopf.
A ilustração “Midsummer” de Djamila Knopf. Djamila Knopf

Jannine Weigel

“Sendo uma jovem artista ou um jovem artista e usando a mídia social, temos muitos mais chances der ter sucesso, e isto não dependendo de grandes marcas. Temos hoje mais liberdade e possibilidades de apresentar nossas obras ao mundo, empregando também poucos meios financeiros."

“Sem a mídia social, eu teria provavelmente participado de  festivais de música, na esperança de que alguém viesse me descobrir. Muitos desses festivais oferecem somente determinados gêneros musicais, dando apenas a poucos artistas selecionados a chance de se apresentarem a um grande público. Isso é bem diferente on-line, onde toda pessoa que quiser poderá encontrar o seu devido lugar. Mas a mídia social também tem seu lado negativo, como eu própria tive de experimentar há alguns anos, quando fui muito atacada por uma multidão de assédios no Twitter”.  

Jannine Weigel, Schauspielerin und Musikerin
Jannine Weigel (19), música e atriz alemã que conseguiu sucesso sobretudo na Tailândia e no Youtube (3,5 milhões de seguidores).

Djamila Knopf

“Sendo uma plataforma baseada em imagens, o Instagram é muito preferido pelos artistas. Mas não vejo essa plataforma apenas como uma mídia artística, mas como uma mídia de interação. Ela é o ponto de encontro entre a galeria digital de fotos, o diário e o chat. Quem posta regularmente, deixa transparecer o seu processo artístico e a sua vida."

Para mim, o Instagram é, ao mesmo tempo, galeria digital de imagens, diário e chat.

Djamila Knopf, artista e usuária do Instagram

"A arte de vídeos também envolve o aspecto do aprendizado: podemos aprender na medida em que acompanhamos o processo de outros artistas. Por isso, creio que diferentes influências estilísticas se unem a nível global no Instagram. Para mim, é fascinante ver o processo de criação da arte. Não creio que isto venha a roubar a magia da arte. Muito pelo contrário, o que me impressiona mais ainda é realmente a imagem final”.noch mehr.“

Djamila Knopf, Künstlerin
Djamila Knopf (29), de Leipzig, é artista e tem cerca de 314 mil seguidores no Instagram (@djamilaknopf)

David Ambarzumjan

“O Instagram pode ser muito mais do que selfies e fotos de comidas. É uma galeria virtual, sendo que o público pode ter uma visão dos bastidores, vendo como o artista trabalha e que intenções se escondem detrás das imagens. Desta maneira, o público tem a chance de ficar conhecendo tanto a arte como o artista."

Um exemplo da arte de David Ambarzumjan.
Um exemplo da arte de David Ambarzumjan. David Ambarzumjan

"É fascinante ver o processo de criação da arte, sobretudo em rápida frequência, quando o trabalho de horas a fio ou de muitos dias é reduzido a 60 segundos. Essa redução é o caminho ideal para despertar o interesse nos jovens que não têm paciência nem vontade de me ver em tempo real. Além disso, ela possibilita o contato com outros artistas da Alemanha e do mundo. É uma grande inspiração acompanhar o longo processo de criação de outros artistas no mundo todo”.

David Ambarzumjan, Künstler
David Ambarzumjan (20) vive perto de Munique. Este artista tem atualmente 292 mil seguidores no Instagram (@david_art)

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: