Fatos para a democracia

As notícias falsas sobre o coronavírus se espalham tão depressa como o próprio vírus. Assim age a Alemanha contra elas.

Averiguadores de fatos prestam apoio na procura da verdade.
Averiguadores de fatos prestam apoio na procura da verdade. gesrey - stock.adobe.com

 “As pessoas são obrigadas a ser vacinadas com vacinas testadas inadequadamente” e alguém “está por trás disso tudo”. Tais notícias falsas estão se espalhando por todos os lados, tanto na mídia social, como em grupos de WhatsApp, em foros e em portais de informações desonestos. Elas põem em perigo a vida de pessoas e a democracia. A Alemanha decidiu lutar contra esse desenvolvimento. Apresentamos a vocês o trabalho de verificadores de fatos.

Somente cidadãos e cidadãs bem informados podem resolver os problemas democraticamente e introduzir melhoras

– Correctiv

Averiguação independente de Correctiv

Correctiv é um centro de pesquisa sem fins lucrativos. Para a sua plataforma Faktenchecks, os jornalistas e as jornalistas examinam as observações feitas pelos leitores e vão em busca de eventuais notícias falsas (fake news) postadas nos canais da mídia social. Depois, eles procuram comprovantes: testemunhas, documentos, opiniões de peritos. Essa pesquisa é documentada com exatidão e é de livre acesso. Esse centro é financiado por donativos e contribuições de fundações, o que garante a independência das pesquisas.

dpa averigua os fatos no Facebook

dpa, a maior agência noticiosa alemã, coopera com Correctiv para ajudar Facebook na averiguação de fatos, pois os algoritmos das mídias sociais produzem e reforçam as câmaras de eco, nas quais as notícias falsas se propagam de maneira rápida. Por isso, Facebook disponibiliza aos verificadores uma lista interna de  possíveis notícias falsas e de postagens registradas, que são então verificadas. Existindo uma notícia falsa, os usuários recebem uma nota de correção em baixo da postagem original.  

Correctiv Facebook

 

As mídias de qualidade esclarecem

Muitos jornais diários e programas de rádio da radiodifusão de direito público também lutam contra a difusão de notícias falsas. O filósofo Gert Scobel, por exemplo,  fala no seu programa sobre as questões suscitadas pela crise e sobre o pouco número de respostas confiantes. A emissora televisiva ARD, de direito público, também oferece o Faktenfinder. O periódico Süddeutsche Zeitung usa o seu novo projeto digital "Falsch" para desmascarar as grandes mentiras sobre o coronavírus.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: