Reconhecer notícias falsas

A guerra de Putin contra a Ucrânia também está acontecendo no setor das notícias. Aqui você fica sabendo como conferir as notícias.

A principal fonte de notícias falsas: as mídias sociais
A principal fonte de notícias falsas: as mídias sociais AdobeStock

“A primeira vítima da guerra é a verdade”, disse o senador Hiram Johnson dos EUA em 1917, durante a Primeira Guerra Mundial. Naquela época, havia apenas jornais, nenhum rádio e muito menos televisão.

Notícias falsas desempenham um papel importante na guerra de Putin contra a Ucrânia, e algumas delas são usadas deliberadamente para fins de propaganda. Como você pode reconhecer notícias falsas na era da internet e das mídias sociais? O primeiro passo é certamente ser muito cuidadoso ao divulgar as notícias. Antes disso, você deve submetê-las a uma verificação em três etapas.

Verifique as fontes, verifique a origem da notícia
Vejam quem está espalhando a notícia! Existe um website com um expediente e um endereço físico e verificável? Existe uma redação que publica as notícias que você pode verificar? Se não houver, ou se a mensagem for enviada via mensageiro instantâneo, muitas vezes vale a pena pesquisar o texto num mecanismo de busca. Isto pode revelar as origens do texto, mas talvez também as verificações de fatos que já tenham sido realizadas.

Verifique os fatos, verifique a consistência
Alguns fatos que você mesmo pode verificar: num suposto vídeo da guerra contra a Ucrânia, as árvores tinham folhas verdes – o que não pode ocorrer no inverno. Portanto, o vídeo é obviamente falso. Muitas vezes, porém, esta verificação está além da capacidade da pessoa. É por isso que existem verificadores de fatos confiáveis cujos websites você pode acessar. Na Alemanha, por exemplo, são as emissoras públicas ARD e Bayerische Rundfunk, assim como a Deutsche Welle.

Pesquise você mesmo a origem das imagens ou vídeos
Notícias falsas frequentemente mostram fotos ou vídeos de um contexto completamente diferente, na guerra da Ucrânia há até mesmo algumas de jogos de computador. Ferramentas on-line poderosas podem ajudá-lo, se você mesmo quiser verificar imagens ou até vídeos. Com a pesquisa inversa de imagem do Google, você pode descobrir frequentemente se a imagem já foi publicada antes – e em que contexto.

Com vídeos esta verificação é mais difícil, mas também aqui você pode tentar uma busca de imagem invertida com capturas de tela. O visualizador de dados do Youtube da Anistia Internacional pode ser uma grande ajuda.

Há notícias falsas na mídia alemã?
Notícias falsas são sempre possíveis e a mídia alemã já se deixou enganar por notícias falsas. Entretanto, todos os meios de comunicação alemães estão sujeitos ao Código de Imprensa. Ele define as diretrizes para o trabalho jornalístico. Entre muitos outros princípios, exige que “a informação em palavras, imagens e gráficos deve ser verificada quanto à sua veracidade com o cuidado exigido pelas circunstâncias e deve ser reproduzida com veracidade”. (...) Relatórios, boatos e suposições não confirmados devem ser reconhecíveis como tal”. Se a mídia individual, seja jornal, TV ou rádio, violar este código, qualquer cidadão pode apresentar uma reclamação ao Conselho da Imprensa.

© www.deutschland.de