“A situação é dramática”

Julia Klöckner, ministra federal da Alimentação e Agricultura, explica em entrevista porque convocou uma “Cúpula Florestal”.

Julia Klöckner, ministra federal da Alimentação e Agricultura
Julia Klöckner, ministra federal da Alimentação e Agricultura dpa

Senhora ministra Klöckner, a senhora convocou uma “Cúpula Florestal” para verificar as perspectivas com respeito às florestas alemãs. Por que essa prioridade?
Estamos passando por uma cesura. A situação é dramática. Os vendavais, as secas, os besouros escolitídeos e os incêndios florestais causaram imensos danos. Mais de 110 mil hectares de áreas florestais já desapareceram. Por isso, temos de agir agora. Nunca foi tão estreita a união entre a Nação e os Estados federados de que é necessário que se tome medidas comuns e coordenadas. Não se trata somente da reparação de danos. Trata-se da conservação das florestas e de suas funções para a sociedade. A proteção do clima, a biodiversidade, a garantia de trabalho e renda e o bem-estar da população: tudo isto é importante, pois cada árvore, que não replantarmos, irá faltar para as gerações futuras. Nossos objetivos são as florestas mistas climaticamente estáveis. Para os conseguir, é necessário que haja orientações fundamentais que possamos concretizar na Cúpula Florestal, acompanhados de perto pela ciência.

Danos florestais na região de Harz
Danos florestais na região de Harz dpa

Um aproveitamento mais intenso da madeira como material de construção reduz o CO2 a longo prazo

Julia Klöckner, ministra federal da Alimentação e Agricultura

Na discussão sobre o clima, as florestas também têm um papel importante de absorventes de CO2. Qual é o potencial que a senhora ainda vê na Alemanha?
As florestas são os nossos aliados mais fortes na proteção do clima. Elas são os nossos pulmões verdes. Apenas a gestão sustentável das florestas já nos leva a reduzir 14 por cento das emissões de CO2. Se não repararmos as florestas, não precisaremos falar sobre a proteção do clima. Vejo também um grande potencial no tema “Construir com madeira”, que estou levando adiante no meu ministério. Um aproveitamento mais intenso da madeira como material de construção reduz o CO2 a longo prazo. Assim, frente às tradicionais construções de casas, mais da metade das emissões de gases de efeito estufa poderia ser economizada.

Quick facts
90
bilhões de árvores

há na Alemanha. Este foi o resultado do último inventário florestal.

76
espécies de árvore

são encontradas na Alemanha.

1.215
espécies de plantas

crescem nas matas da Alemanha.

76
milhões de metros cúbicos de madeira

são derrubados anualmente na Alemanha.

122
milhões de metros cúbicos de madeira

crescem anualmente na Alemanha.

A proteção do clima através das florestas não é apenas uma tarefa nacional. Quais são seus objetivos a nível internacional?
A cooperação com os nossos peritos e com o setor florestal alemão está internacionalmente em alta demanda. O estrangeiro se interessa pala transferência de conhecimentos, ou seja, que a nossa economia florestal conseguiu, durante dezenas de anos, manter as nossas florestas produtivas e ricas em recursos, assegurando, ao mesmo tempo, as suas importantes funções para o meio ambiente e a sociedade. Tendo em consideração as futuras exigências, a tarefa será, mais do que nunca, preservar, promover e transportar os conhecimentos florestais a todos os níveis, desde o trabalhador florestal até o acadêmico florestal. Uma das contribuições para tanto é a nova plataforma internacional “Forest education”, ainda em construção, a qual estamos preparando em colaboração com relevantes organizações que agem internacionalmente.

Entrevista: Martin Orth

You would like to receive regular information about Germany?
Subscribe here: