Comemoração na província

A grande comemoração do Dia da Unidade Alemã não acontece em Berlim, mas cada vez em outra cidade. Este ano, em Erfurt. Por que isso é assim?

O símbolo das festividades da Unidade em 2022 em Erfurt
O símbolo das festividades da Unidade em 2022 em Erfurt dpa

O chanceler federal Alemão Olaf Scholz virá para Erfurt em 3 de outubro, sendo acompanhado pela metade do governo federal e toda a liderança estatal, para comemorar o feriado nacional em 3 de outubro. Todavia, essa comemoração não acontecerá este ano em Berlim, mas em Erfurt, a capital do Estado da Turíngia. As festividades começarão com a celebração de uma missa e uma cerimônia, que serão transmitidas pela televisão, prosseguindo com uma festa popular de três dias. Espera-se a presença de 120 mil visitantes. É o 23º aniversário da Unidade Alemã. O lema das festividades deste ano é “crescer juntos”.

Por que Erfurt? Cada ano é um outro dos 16 Estados federados que organiza as festividades da Unidade Alemã. É sempre o Estado, cujo governador é, como neste ano, o presidente do Bundesrat (Conselho Federal), a câmera de Estados, que também ajuda a configurar a política quanto aos Estados federados. Neste ano, é o governador da Turíngia, Bodo Ramelow. Antes da Unidade, esse Estado pertencia à RDA, localizando-se, portanto atrás do Muro e não no oeste livre.     

A catedral e a igreja Severi-Kirche
A catedral e a igreja Severi-Kirche dpa

Ponto de enfoque da cultura alemã

“A Turíngia aproveitará essa oportunidade para demonstrar, com orgulho, quem somos!”, disse Ramelow. Ele cita a Turíngia como sendo “um Estado que aposta em uma união especial entre a cultura e a inovação”, pois alguns dos mais importantes vultos da cultura clássica alemã estão ligados à Turíngia. Johann Sebastian Bach, o famoso compositor, nasceu nesse Estado. Os grandes escritores alemães, Johann Wolfgang Goethe e Friedrich Schiller também desenvolveram sua criatividade em Weimar. E no Wartburg, a imagem ideal de um castelo medieval, Martinho Lutero traduziu o Novo Testamento em alemão, dando assim início à Reforma.

Goethe e Schiller, unidos em um monumento em Weimar
Goethe e Schiller, unidos em um monumento em Weimar dpa

Mas tudo isso é passado. A divisão da Alemanha depois de 1945, atingiu a Alemanha Oriental com maior força do que o oeste do país, por causa da ocupação soviética. Do ponto de vista econômico, os cinco Estados alemães orientais, os novos Estados, ainda não são tão fortes como os Estados ocidentais. Andreas Bausewein, prefeito de Erfurt, diz: “Deveríamos ter orgulho daquilo que foi construído neste Estado nos últimos 32 anos”.  Erfurt é a melhor prova disso. O bairro antigo desta cidade, saneado e com suas vielas coloridas e lugares aconchegantes, é uma atração fascinante para os visitantes. Aqui também acontecerá a festa popular pela Unidade, de 1º a 3 de outubro. Vários artistas e grupos musicais se apresentarão em dezesseis palcos, um para cada Estado alemão. E não faltarão as salsichas assadas e os bolinhos fervidos, os dois clássicos da culinária da Turíngia.

Isto também é a Turíngia: o mais moderno dínamo na fábrica da Siemens em Erfurt
Isto também é a Turíngia: o mais moderno dínamo na fábrica da Siemens em Erfurt
dpa

Centro econômico e “coração verde”

E onde estão as inovações mencionadas por Ramelow? Elas se mostram, por exemplo, na maior região industrial desse Estado, a “Erfurter Kreuz”, onde o Instituto Fraunhofer pesquisa no Centro de Inovação de Baterias e Tecnologia (BITC) e a Siemens energy constrói os mais modernos geradores. Aqui é onde a Lufthansa emprega a mais alta tecnologia para os serviços de manutenção dos seus motores a jato. O grupo empresarial chinês CATL está construindo aqui um prédio de 1,8 bilhão de euros, no qual serão fabricadas as baterias para carros elétricos. O turismo também é importante para os pontos fortes da economia, ou seja  a construção de automóveis, a engenharia mecânica, a óptica e a fabricação de meios alimentícios. E, com razão, a Turíngia é chamada de “Coração Verde da Alemanha”, por causa da abundância de florestas. Durante três dias, a Turíngia será agora o coração das festividades da Unidade Alemã. 

© www.deutschland.de