Udo Lindenberg e a Unidade Alemã

Nenhum outro astro da música pop alemã usou tanto o tema da divisão alemã como Udo Lindenberg, tornando-se mais famoso que nunca na Alemanha reunificada.

dpa/Bernd von Jutrczenka - Udo Lindenberg

Será que aquela “Menina de Berlim Oriental” (“Mädchen aus Ostberlin”) existiu realmente? Parece que foi um encontro intenso na parte oriental da cidade que inspirou Udo Lindenberg a compor essa canção em 1973, na qual ele exprimiu em palavras, na sua incomparável maneira romântica, a dor da divisão alemã. “Queremos simplesmente estar juntos”, diz a canção. Mas isto não se realizou, pois o músico teve que retornar ao oeste, pois ele tinha um “visto de só um dia” para Berlim Oriental.

A esperança de Lindenberg, envolta em tons tristes, “de que os jovens, em breve, já vão pôr isso em ordem” foi realizada 16 anos depois, com a queda do Muro, a qual ele tanto desejara. Este cantor, que em 2016 festejará seu 70º aniversário, é um verdadeiro alemão ocidental. Ele nasceu em Gronau, na Vestfália, esteve raramente na RDA, pois não podia se apresentar lá. Em “Trem especial para Pankow” (“Sonderzug nach Pankow”), ele criticou humoristicamente essa rejeição. “Oi, queridos, eu canto por pouco dinheiro no Palácio da República, se vocês me permitirem”, entoou ele em direção a Erich Honecker, o mais poderoso homem da RDA naquela época. “Sei muito bem que tenho muitíssimos amigos na RDA, e que seu número aumenta a cada hora que passa”. Mas nada ajudou, pois Lindenberg pôde se apresentar na RDA apenas uma vez, em 25 de outubro de 1983, quando cantou no Palácio da República para um público selecionado.

A grande turnê começa em julho

As canções “Menina de Berlim Oriental” e “Trem especial para Pankow” foram uma espécie de hinos secretos da reunificação alemã, tanto que ele se apresentou ao público no Portão de Brandemburgo, na comemoração do 25º aniversário da queda do Muro. E, também em 2014, ele recebeu a Ordem de Honra ao Mérito de Berlim. Este velho roqueiro, com seus marcantes chapéu e óculos e sua voz rouca e nasal, reside já há anos em um hotel de Hamburgo e está fazendo tanto sucesso na Alemanha reunificada como nunca antes.  O musical “Atrás do Horizonte” (“Hinterm Horizont”), baseado na história da “Menina de Berlim Oriental” já atraiu, desde 2011, mais de um milhão de espectadores ao Theater am Potsdamer Platz. Cantando, ele lotou os grandes estádios, tendo ao seu lado a “Panikorchester” e, ultimamente, também jovens artistas alemães, como Clueso e Jan Delay. Agora, um dos lugares da sua nova turnê será o Estádio Olímpico de Berlim.

Turnê de Udo Lindenberg “Panikparty 2015”, a partir de 10 de julho de 2015

www.udo-lindenberg.de

www.stage-entertainment.de/musicals-shows/hinterm-horizont-berlin.html

© www.deutschland.de