Novas vias, 
redes estreitas

Numa conferência no Ministério das Relações Externas da Alemanha, tratou-se das chances de cooperação entre a UE e a China, diante da Iniciativa Nova Rota da Seda.

A nova Rota da Seda deve superar fronteiras – em economia e transportes, em TI, energia e finanças. Isto torna o projeto do governo chinês igualmente interessante para a Europa. Numa conferência no Ministério das Relações Externas, em fevereiro, foram discutidas as chances. A Eurásia, com 4,7 bilhões de habitantes, é um amplo espaço para cooperação, segundo o secretário de Estado Markus Ederer. Através da Política Europeia de Boa Vizinhança, da Estratégia para a Ásia Central e da Estratégia UE-Rússia, a União Europeia já criou caminhos para ampliar a conectividade. Isto inclui também a Iniciativa Nova Rota da Seda. Para obter maior conectividade, a Alemanha deseja utilizar também a sua presidência na OSCE: a China estará presente, como convidada, na conferência econômica da OSCE em maio, em Berlim.

www.auswaertiges-amt.de