Ajuda rápida para os refugiados da guerra

A Alemanha está empenhada em apoiar o povo da Ucrânia de forma rápida e desburocratizada. 

Estação ferroviária em Lviv, Ucrânia
Estação ferroviária em Lviv, Ucrânia picture alliance/dpa

A Alemanha quer ajudar os refugiados de guerra da Ucrânia de forma rápida e desburocratizada. Para isso, o governo alemão está coordenando estreitamente com os governos dos outros países da União Europeia. Ao mesmo tempo, a Alemanha apoia a ajuda humanitária “in loco”.

Simplificar a acolhida de refugiados ucranianos
De acordo com o Ministério do Interior alemão, os países da UE estão “coesos e unificados” no tratamento dos refugiados da Ucrânia. Após uma reunião com seus colegas em Bruxelas, a ministra do Interior Nancy Faeser declarou: “Pela primeira vez, conseguimos a solidariedade de todos os países da União Europeia para a admissão conjunta, rápida e desburocratizada de refugiados da guerra”.

A base é uma diretriz adotada em 2001 e que será aplicada pela primeira vez. Isto foi uma consequência das guerras na antiga Iugoslávia nos anos 90. O objetivo é que os refugiados nos países da UE não tenham mais que passar por um longo processo de requerimento de asilo. Eles poderão receber proteção temporária por até três anos. “Estamos juntos em solidariedade com o povo da Ucrânia”, disse Faeser.

São esperados milhões de refugiados
Segundo o Ministério das Relações Externas alemão, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) conta com até quatro milhões de refugiados e com mais oito milhões de pessoas que serão forçadas a deixar suas casas devido ao ataque russo e dependerão de ajuda de emergência na Ucrânia. No final de fevereiro, apenas alguns dias após o início da guerra, mais de 500.000 pessoas já haviam fugido para os países vizinhos da Ucrânia, de acordo com o Alto Comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi.

Rápida ajuda “in loco”
O governo alemão também apoia os esforços para fornecer rapidamente suprimentos médicos e acomodações seguras aos ucranianos. Segundo o Ministério das Relações Externas, a Alemanha aumentou sua contribuição para o Fundo das Nações Unidas de Ajuda à Ucrânia em cinco milhões de euros imediatamente após o início da guerra. Assim, organizações internacionais como o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, o Programa Mundial de Alimentação e também organizações locais podem ter acesso a esses fundos para fornecer assistência rápida “in loco”. A Alemanha também está disponibilizando a curto prazo dez milhões de euros para o Comitê Internacional da Cruz Vermelha. .

© www.deutschland.de