Infância perdida

O Dia Internacional contra o Uso de Crianças-Soldado é um sinal contra a exploração. Onde as crianças estão sendo muito ameaçadas.

Aktion zum Red Hand Day mit Schülern in Neuss.
Ação com alunos de Neuss no Red Hand Day. terre des hommes

Alemanha. A mão vermelha como sinal de solidariedade. No “Red Hand Day” , as pessoas do mundo todo exigem o fim do uso de crianças-soldado. Ralf Willinger é diretor do Departamento de Direitos da Criança na terre des hommes. Esta organização e outras organizações não governamentais deram início a essa ação há mais de dez anos.

Ralf Willinger, Referent Kinderrechte bei terre des hommes.
Ralf Willinger, responsável pelos direitos da criança em terre des hommes. terre des hommes

Senhor Willinger, parece que o tema decrianças-soldado não está mais tão presente na percepção pública. Isto porque existem menos crianças-soldado?

Infelizmente não. Pelo contrário. Partimos da suposição de que atualmente existem 250 mil crianças-soldado no mundo, mas não temos um número seguro. A melhor base de informações é o Bericht des Generalsekretärs der Vereinten Nationen (UN) zu Kindern in bewaffneten Konflikten (relatório do secretário-geral das Nações Unidas (ONU) sobre as crianças em conflitos armados), segundo o qual, o problema está aumentado em muitos países.

Quanto mais duram os conflitos, tanto mais crianças são recrutadas

Ralf Willinger, terre des hommes

O senhor tem uma explicação para isso?

Quanto mais duram os conflitos e quanto mais eles se agravam, tanto mais crianças são recrutadas, pois há a falta de adultos. Estes já morreram ou já fugiram. Exemplos desse desenvolvimento são a Somália, a Colômbia e o Afeganistão.

Em quais países este problema é muito grande?

Em 2016, a Somália alcançou um máximo de 1 915 casos, nos quais houve o recrutamento de crianças. O número de casos na Síria aumentou muito, atingindo a casa dos 851 casos. O mesmo aconteceu no Iêmen, com 517 casos. Estes são somente os casos verificados, que foram controlados pela ONU. Os dados reais são muito mais elevados.

Até que idade uma criança é considerada uma criança-soldado?

Os Princípios de Paris definem que uma pessoa é uma criança-soldado antes de completar 18 anos. A Alemanha também assinou esses princípios. Por isso, consideramos problemático o fato de que há soldados e soldadas de 17 anos nas Forças Armadas Alemãs, mesmo que eles não sejam enviados a regiões em guerra. É muito difícil convencer outros países a observar o limite de idade, se a própria Alemanha não o faz.

Como terre des hommes luta no mundo todo contra a exploração de crianças como soldados?

Temos projetos concretos para impedir o recrutamento, como nos campos de refugiados no norte do Iraque. Nós nos engajamos em Myanmar ou na Colômbia na reintegração de ex-guerrilheiros. Na Deutschen Bündnis Kindersoldaten (Associação Alemã Crianças-Soldado), à qual pertencem dez organizações não governamentais, nós recolhemos as informações que depois tornamos públicas. Chamamos a atenção para esse tema através de ações, como o anual “Red Hand Day”, para que esse assunto não seja esquecido e para que a política reja. Apelamos também urgentemente para que se ponha um fim na exportação de armas às regiões em crise.

Entrevista: Helen Sibum

Internationaler Tag gegen den Einsatz von Kindersoldaten (Red Hand Day) am 12. Februar (Dia Internacional contra o Uso de Crianças-Soldado (Red Hand Day), em 12 de fevereiro)

Deutsches Bündnis Kindersoldaten (Associação Alemã Crianças-Soldado)

© www.deutschland.de