Um tratado histórico de amizade

A Alemanha e a França celebraram há 60 anos o Tratado do Eliseu, que caracteriza até hoje a relação desses dois países vizinhos.  

O chanceler alemão Scholz e o presidente francês Macron
O chanceler alemão Scholz e o presidente francês Macron picture alliance / AA

A Alemanha e a França comemoram em janeiro de 2023 o Tratado do Eliseu assinado há 60 anos. Um resumo desse tratado promissor, do seu significado especial e das suas consequências.

Por que o Tratado do Eliseu é considerado histórico? 

A II Guerra Mundial terminara já há quase 18 anos, quando o chanceler alemão Konrad Adenauer e o presidente francês Charles de Gaulle assinaram no Palácio do Eliseu de Paris, em 22 de janeiro de 1963, o tratado sobre a cooperação alemão-francesa. Esse acordo entrou para a história, pois significa a reconciliação e a amizade entres esses dois países vizinhos.  

Concretamente, esse tratado regulamenta uma estreita sintonia entre ambos os governos em questões referentes à política externa. Ele também estabelece encontros regulares entre ministros e ministras e entre os chefes de Estado e governo. Desse tratado também surgiu, poucas semanas depois, o Serviço Franco-Alemão para a Juventude (DFJW), através do qual quase dez milhões de jovens já participaram, desde 1963, em mais de 380 mil programas de intercâmbio.  

Adenauer e de Gaulle assinando o Tratado do Eliseu.
Adenauer e de Gaulle assinando o Tratado do Eliseu. pa/ dpa /UPI

Que influência vem tendo o Tratado do Eliseu nas relações teuto-francesas desde 1963? 

Esse tratado não é apenas um marco histórico, mas vem dando nos últimos 60 anos muitos impulsos para outras convenções promissoras. Comemorando o 40º aniversário do tratado, em 2003, o então presidente francês Jacques Chirac e o chanceler alemão Gerhard Schröder instituíram o Dia Alemão-Francês, que deveria sobretudo aproximar os jovens alemães e franceses do país vizinho e da sua cultura.   

No dia 22 de janeiro de 2019 – 56 anos depois da assinatura do Tratado do Eliseu –, a então chanceler federal alemã Angela Merkel e o presidente francês Emmanuel Macron celebraram o Tratado de Aachen – tratado teuto-francês sobre a cooperação e a integração. Esse acordo visa uma cooperação mais profunda entre a Alemanha e a França, também no que se refere à política europeia. 

Como é o laço de união entre a Alemanha e a França nos dias de hoje? 

A Alemanha e a França ainda continuam sendo o motor da União Europeia. Os governos de ambos os países trabalham juntos em questões da política externa. A importância da França para a Alemanha foi também comprovada após as eleições parlamentares alemãs de 2021: depois de terem sido eleitos, o chanceler alemão Olaf Scholz e sua ministra das Relações Externas, Annalena Baerbock , fizeram suas primeiras viagens a Paris, a capital da França. 

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: