Culinária alemã para avançados

Amor à segunda mordida: a cozinha alemã tem alguns desafios culinários a oferecer. Provar vale a pena!

Handkäse
pixabay

Você acha deliciosa uma salsicha Bratwurst, descobriu a diversidade de pães alemães, gosta de salada de batatas e é viciado(a) em bolo cuca (Streuselkuchen)? Então é hora de novas descobertas: comidas alemãs, que os hóspedes de outros países com frequência descrevem como “incomuns” ou “interessantes”. Quem tem coragem de provar?

Handkäse com música

O queijo amarelo claro feito a partir de coalhada magra surpreende com seu aroma ácido e sua consistência seca. Frequentemente recebe decoração de cominho. Na variação “Handkäse com música”, ele é colocado para marinar em vinagre, óleo e cebola. Dica para quem se preocupa com a silhueta: esse queijo feito manualmente possui apenas 1% de gordura.

Vinho de maçã (Apfelwein)

Melhor ter cautela ao servir a taça, pois até mesmo os nativos de Hesse precisam primeiro se acostumar à sua bebida regional “Äppler”. Não confunda com suco de maça, ou será um choque para o paladar, pois o vinho de maçã tem sabor amargo e azedo. Ele possui teor alcoólico de 5% a 7%. Deve ser tomado puro, ou azedo, com um jato de água gasosa, ou doce, com um jato de limonada.

Handkäse e vinho de maçã
Handkäse e vinho de maçã dpa

Labskaus

Este prato do norte alemão era originalmente comida de marinheiros. Compõe-se de batatas cozidas, carne salgada temperada, cebolas, pepinos azedos e beterraba – tudo transformado em um purê. Visualmente é nenhum deslumbre. O prato, preparado em uma panela única, costuma ser servido com ovo frito e arenque jovem (Matjes-Hering). Também existem receitas de Labskaus com peixe.

Labskaus
Labskaus dpa

Morcela

Morcela (Blutwurst), também chamada de Rotwurst (salsicha vermelha), não existe somente na Alemanha, mas é muito apreciada no país. Vegetarianos e veganos não devem continuar a ler este parágrafo: essa salsicha cozida, firme para ser fatiada, possui sangue de porco, toucinho e diversas outras partes de carne, assim como temperos para seu típico aroma.

Morcela
Morcela dpa

Saumagen

Segundo a lenda, este era o mais difícil teste diplomático para os convidados de Estado do ex-chanceler federal Helmut Kohl: o prato Saumagen do Palatinado, sua região natal. Uma massa feita de batatas, carne suína salgada e temperos recheia um estômago de porco, que é então cozido. Acompanhamentos típicos são chucrute e batatas passadas na frigideira.

Saumagen
Saumagen dpa

Alho de urso

Esta planta da família das cebolas também é chamada de alho selvagem. Na primavera, ela prolifera nos bosques e campos com seu marcante aroma. O alho de urso tem muitas aplicações na cozinha: como tempero, sopa, pesto ou óleo. O sabor é muito intenso.

Alho de urso
Alho de urso dpa

Bolinhos de batata (Kartoffelknödel)

Knödel (bolinhos) são um dos agregados sólidos do planeta: batatas são misturadas com farinha de batata, manteiga, gema de ovo, sal e noz moscada até virar uma massa. A partir dela se fazem bolinhas que são jogadas em água fervente. Knödel – também chamados Klöße – são um acompanhamento clássico para calorosos pratos de carnes. Muito saciante!

Bolinhos de batata
Bolinhos de batata dpa