Recordação viva

O que o destino de Anne Frank tem a ver com o discurso de ódio e com a discriminação?

Bildungsstätte Anne Frank eröffnet interaktives Lernlabor
(O centro Bildungsstätte Anne Frank inaugura) um laboratório interativo de apren Bildungsstätte Anne Frank/Mara Monetti

Alemanha. Em 27 de janeiro, a Alemanha lembra as vítimas do nazismo. Como se pode sensibilizar os jovens para esse tema? Isto se pode fazer, por exemplo, com o “Laboratório Interativo de Aprendizagem” do centro educacional Bildungsstätte Anne Frank. Esta instituição em Frankfurt do Meno mantém viva a memória da adolescente judia que foi morta pelos nazistas. O Diário de Anne Frank ainda continua comovendo as pessoas no mundo todo.

A partir de 2018, existirá em Frankfurt do Meno um “Labor Interativo de Aprendizagem” sobre Anne Frank. O que significa isto?

Em 12 de junho de 2018, Anne Frank completaria 89 anos de idade. O centro “Bildungsstätte Anne Frank” em Frankfurt do Meno, sua cidade natal, inaugurará uma exposição que deverá sensibilizar sobretudo os jovens sobre a discriminação, o racismo e o antissemitismo, dando valor a atuações solidárias.

Como é o Laboratório de Aprendizagem?

O laboratório é parte da exposição permanente „Anne Frank. Morgen mehr“. São cerca de trinta estações que os visitantes percorrem, ouvindo, por exemplo, as “Histórias da casa de fundos”, o esconderijo da família em Amsterdã, ou eles se ocupam mais intensamente com o famoso diário da jovem judia, assassinada pelos nazistas. Também são tematizadas várias questões atuais, como o assédio moral, o discurso de ódio e a migração.

Queremos fazer uma conexão inovadora da história do nazismo e do Holocausto com questões, problemas e conflitos da sociedade de hoje.

Meron Mendel, diretor do centro Bildungsstätte Anne Frank

Qual é o especial dessa oferta?

Já não existe mais nenhum objeto clássico de exposição. Para fazer o giro, os visitante recebem um computador tablete, podendo clicar cada ponto e, assim, obter mais informações. Eles também podem ver vídeos e responder perguntas. É uma oferta viva que enfoca a vida de Anne Frank, partindo de muitas perspectivas, diz a curadora Deborah Krieg. A história de Anne Frank seria o ponto de partida, para que possamos, juntamente com os jovens, “fazer uma conexão inovadora da história do nazismo e do Holocausto com questões, problemas e conflitos da sociedade de hoje”, diz Meron Mendel, diretor do centro Bildungsstätte.

Quais são as tarefas do centro educacional Bildungsstätte Anne Frank?

Ele promove aos debates sobre o nazismo na Alemanha, dirigindo-se principalmente às gerações jovens que quase não puderam mais ter contato com as testemunhas daquela época. O centro organiza exposições, seminários e grupos de trabalho. Ele também presta apoio a outras instituições educacionais e iniciativas. A atual exposição, que será substituída, foi visitada, desde 2003, por cerca de 120 mil alunos.

Bildungsstätte Anne Frank in Frankfurt am Main (Bildungsstätte Anne Frank em Frankfurt do Meno)

© www.deutschland.de