Dicas para o começo do estudo na Alemanha

Há muitas perguntas sobre o começo de um estudo na Alemanha. Estudantes estrangeiros contam sobre suas experiências.

International Day na Universität Viadrina em Frankfurt/Oder.
International Day na Universität Viadrina em Frankfurt/Oder. dpa
Biljana Mikic (27) aus Serbien
Biljana Mikic (27), da Sérvia

Desde 2017, estudante de mestrado em “Transition Management” na Justus-Liebig-Universität de Giessen

Para o meu estudo, não precisei de nenhum conhecimento em alemão, pois o curso é ministrado em inglês. Mesmo assim, frequentei dois cursos de alemão antes de começar o estudo. De qualquer maneira, é muito bom que se saiba um pouco de alemão, mesmo que não seja necessário para o estudo. A maioria das universidades oferece aos estudantes cursos de alemão gratuitos. Os estudantes internacionais deveriam mesmo aproveitar essa oportunidade. Assim, a gente se sente mais à vontade e mais confiante, quando vai à padaria e pode comprar um pão em alemão.

Anneli Williams (25) aus den USA
Anneli Williams (25), dos EUA

Desde 2015, estudante de mestrado em “Linguistik” na Philipps-Universität de Marburg

Tivemos em Marburg, no começo do semestre, uma semana de orientação para estudantes principiantes. Nessa semana de orientação, que também é organizada pelo “International Office”,  pode-se aprender muita coisa. Os organizadores nos deram dicas bem úteis sobre todos os temas acerca do estudo e da vida na Alemanha, por exemplo, como abrir uma conta bancária. Todos, que têm essa possibilidade, deveriam realmente participar dessa semana de orientação.

Muitas universidades da Alemanha integram na carteira de estudante um “Semesterticket” que dá aos estudantes a possibilidade de viajar de graça de ônibus e trem em determinadas rotas. Existem muitas cidades lindas na Alemanha, que deveriam ser visitadas. Quem possuir um tal “Semesterticket” deveria aproveitar essa oportunidade e fazer turnês de um dia ou planejar viagens curtas nos fins de semana.

Diego Guillén Jiménez (37) aus Costa Rica
Diego Guillén Jiménez (37), de Costa Rica

Desde 2018, doutorando em “Pragmática Experimental” na Ruprecht-Karls-Universität de Heidelberg

Todos que querem estudar na Alemanha deveriam fazer antes um plano exato. Onde eu quero estudar? O que eu quero estudar? Do que eu preciso para isso? Na fase de candidatura temos de lidar com um monte de papelada. É imprescindível que se planeje bastante tempo, para conseguir dar conta da burocracia. O melhor é fazer tudo passo a passo e nunca tentar pôr em questão a lógica das autoridades locais. Sempre existe uma regra para cada coisa. Mesmo que um procedimento pareça não ser lógico para uma pessoa de um outro país, o melhor é simplesmente segui-lo.

You would like to receive regular information about Germany?
Subscribe here: