Pequeno campus, grande chance

Estreito intercâmbio, áreas especiais: porque muitos jovens optam pelo estudo numa pequena universidade.

Estudantes da Universidade Leuphana em Lüneburg.
Estudantes da Universidade Leuphana em Lüneburg. Leuphana Universität

Deixar a terra natal, mudar-se para a cidade grande: depois da escola, muitos interessados em estudar querem ir para uma grande universidade – por causa da grande oferta de cursos e também em virtude da vida depois das aulas. Muitos jovens também optam, contudo, por uma universidade pequena ou média.

Alguns buscam antes uma cidade previsível, numa bela paisagem e com trajetos curtos.

Cort-Denis Hachmeister (CHE)

“As ofertas da cidade grande são certamente tentadoras”, afirma Cort-Denis Hachmeister, especialista em análise de dados no Centro de Desenvolvimento Universitário (CHE), que elabora o ‘ranking’ das universidades alemãs. “Mas certos candidatos aos estudos buscam antes uma cidade previsível, numa bela paisagem e com trajetos curtos”.

Isto era o que queria também Marc Sommer. O jovem de 20 anos de idade estuda Informática Econômica na Universidade Leuphana em Lüneburg. A antiga cidade hanseática tem um pouco mais de 77.000 habitantes, a universidade tem quase 10.000 estudantes.

Eu posso marcar hora sem problemas com os meus professores, a fim de conversar com eles sobre o meu estudo ou sobre as minhas chances profissionais.

Marc Sommer, estudante da Universidade Leuphana em Lüneburg

É estreito o contato com os professores. “As aulas não são tão lotadas e posso marcar hora sem problemas com os meus professores, a fim de conversar sobre o meu estudo ou sobre as minhas chances profissionais”, afirma Sommer, que conhece também a rotina diária numa grande universidade, a partir de um estágio semestral no exterior, em Zurique.

Também quanto ao conteúdo, vale a pena dar um olhada nas pequenas cidades universitárias. Lá existem frequentemente cursos universitários extraordinários. Por exemplo, “Philosophy and Economics” em Bayreuth, ou “Jornalismo Alemão-Francês” em Freiburg. Lá também se faz pesquisa de ponta. Assim, Constança e Tübingen estão na lista das “Universidades de Excelência”, que são fomentadas de maneira especial pela sua excelente pesquisa.

Cort-Denis Hachmeister, do CHE, afirma: “Uma fantástica carreira acadêmica pode ser feita em toda universidade”. Decisivo são as prioridades de pesquisa e os professores.

Mas Marc Sommer se alegra também que Lüneburg esteja a apenas 50 quilômetros de Hamburgo. Uma metrópole próxima é bom, de qualquer maneira, para um estágio ou simplesmente para sair à noite.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: