Música para os olhos

Trilhas sonoras que arrebatam os espectadores. Vincent Ott, de 26 anos de idade, conta como um compositor trabalha.

Vincent Ott trabalha como compositor de trilhas sonoras em Londres.
Vincent Ott trabalha como compositor de trilhas sonoras em Londres. Joseph Campos

Vincent, você compôs recentemente a trilha sonora para duas séries da Netflix. No quê você está trabalhando agora?
No momento estou trabalhando em projetos diferentes. É a série de documentário “Man in the Arena”, sobre Tom Brady, jogador de futebol americano. Além disso, estou também compondo a música para uma exposição de dança em Londres, que estreará neste verão europeu. No demais, estou compondo músicas para diversos artistas.

Como surge uma trilha sonora, quando você a compõe?
O que ajuda para que uma trilha sonora seja composta são as perguntas em “W”:

Quando (Wann) o filme se desenrola? Se ele acontecer no futuro, talvez eu trabalhe mais com sintetizadores. Se ele se desenrolar na renascença, por exemplo, talvez eu trabalhe com elementos musicais daquela época.   

Onde (Wo) o filme se desenrola? Se for um filme que se desenrola no Japão, eu comporia uma outra trilha sonora do que para um filme que é rodado na Alemanha.

Do quê (... was) se trata no filme? Se se tratar de um projeto de tempo,  então se poderia trabalhar, por exemplo, com sons de tique-taque do relógio. Podemos também tentar descobrir do que não se trata. Eu não comporia nenhuma trilha sonora suave para um filme de ação.

Você vive e trabalha em Londres. A Alemanha pode ser um país adequado para que  um compositor de trilhas sonoras tenha sucesso?
A Alemanha seria um lugar excepcional para a produção de trilhas sonoras de sucesso, pois tem muitos endereços  para se estudar, para se especializar e para se ter sucesso com trilhas sonoras. O estudo universitário na Alemanha é gratuito, ao contrário de outros países. Além disso também há o  simpósio e festival de música Sound Track Cologne ou a academia de verão  MediaSound Hamburg. Todavia, os filmes rodados em inglês atraem um público muito maior e, por esta razão, as cidades, como Los Angeles ou Londres, são naturalmente mais atraentes para compositores.

Que dicas você daria a pessoas que querem fazer carreira como compositor de trilhas sonoras?
O mais importante é ter paixão pela música,  pelo cinema e, naturalmente, pela trilha sonora. Mas temos que considerar que o filme  sempre está em primeiro lugar. O diretor têm uma determinada ideia de toda a obra artística. Quando se compõe uma trilha sonora para um filme, temos que pensar de qual música o enredo precisa. E a isto temos que nos subordinar.

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: