Como “au pair” na Alemanha

Natalia Rendon Ortiz veio da Colômbia para a Alemanha pela primeira vez durante um ano, agora ela está fazendo um estágio aqui. 

Na Floresta Negra: Natalia Rendon Ortiz da Colômbia
Na Floresta Negra: Natalia Rendon Ortiz da Colômbia privat

Natalia Rendon Ortiz, de Medellín na Colômbia, veio para a Alemanha como “au pair” em 2018, porque tinha visto vídeos interessantes sobre o país. Durante um ano com uma família na Floresta Negra, ela rapidamente conheceu a vida cotidiana na Alemanha e fez depois um ano de voluntariado na Cruz Vermelha Alemã. Ela iniciou entretanto um treinamento numa empresa de logística, que planeja concluir no verão de 2023.

Ela aprende idiomas rapidamente, diz Natalia. No início, no entanto, ela também cometeu erros, e é por isso que ela começou a fazer vídeos em 2019. Ela queria evitar que outras pessoas cometessem os mesmos erros no seu caminho para a Alemanha. E qual foi um desses erros? “Eu poderia ter ido para Hamburgo, Frankfurt ou Munique como “au pair”, mas acabei em Rottweil. Eu não supus que a cidade fosse tão pequena”, diz Natalia e ri. Enquanto isso, ela não quer mais deixar a Floresta Negra, tem um namorado e sonha com um emprego permanente. Cinco perguntas a Natalia:

Qual é sua região favorita na Alemanha?
O Sul, especialmente a Floresta Negra, e especialmente Villingen.

Qual é a maneira mais fácil de chegar à Alemanha?
Para mim, definitivamente como “au pair”. Você rapidamente aprende o idioma e conhece a vida na Alemanha.

Você precisa trazer dinheiro para isso?
Em verdade, não. A família anfitriã garante o sustento.

Você pode imaginar em ficar mais tempo na Alemanha?
Eu gostaria de formar uma família porque aqui é bom e seguro, especialmente para as crianças.

E o que você conheceu como tipicamente alemão?
Tirar os sapatos antes de entrar no apartamento!

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: