Quando haverá uma vacina?

Uma vacina contra o coronavírus poderá ser lançada no mercado dentro em breve? Até que ponto os projetos alemães de pesquisa já avançaram? Uma sinopse.

Trabalho no laboratório da CureVac, Tübingen
Trabalho no laboratório da CureVac, Tübingen picture alliance/dpa

Quem está pesquisando em busca de uma vacina?

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) há em todo o mundo pelo menos 70 projetos de vacina contra o coronavírus; a Coalizão para Inovações em Preparação para Epidemias (CEPI) parte do pressuposto de que existem até mesmo mais de 100 projetos.

Como é desenvolvida uma vacina?

Um projeto de vacina tem de passar por seis etapas:
 

  1. Análise do vírus
  2. Configuração da vacina
  3. Testes em animais
  4. Testes com voluntários
  5. Processo de aprovação
  6. Produção em massa

Conforme dados da Federação dos Pesquisadores e Produtores de Medicamentos (VFA), o desenvolvimento durava até agora de 15 até 20 anos. Contudo, as novas tecnologias e as experiências anteriores com projetos de vacina podem tornar possível uma enorme aceleração de todo o processo.

Quanto já avançaram os projetos alemães?

Três empresas ou consórcios alemães pesquisam vacinas com base genética e já estão relativamente avançados nos resultados:
 

  • A empresa BioNTech, de Mainz, pretende iniciar os testes com voluntários ainda em abril de 2020.
  • A empresa CureVac, de Tübingen, planeja testes com voluntários a partir de junho de 2020.
  • O consórcio OpenCorona, com participação da Universidade Giessen, prevê testes com voluntários somente no ano de 2021.

As vacinas com base genética têm a vantagem de que podem ser produzidas muito rapidamente um grande número de doses injetáveis. Segundo dados da VFA, 7 empresas na Alemanha trabalham atualmente no desenvolvimento de uma vacina.

Os medicamentos já existentes ajudam contra a pandemia?

Inúmeros medicamentos que já foram aprovados ou testados contra outras doenças, como ebola ou malária, estão sendo testados atualmente em pacientes de Covid-19, em estudos clínicos. Já existem alguns relatórios positivos, mas para nenhum medicamento foram confirmadas sistematicamente até agora a eficácia e a tolerabilidade.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: