Indústria 4.0. Empresas unindo as forças

A Feira de Hanôver acontece sob o signo da digitalização. Usando estratégias inteligentes, as empresas alemãs intensificam seu potencial. 

Inustrie 4.0: die Hannover Messe ist jedes Jahr Innovationsplattform der Industrie
dpa

Alemanha. Gêmeos digitais, colaboração entre pessoas e robôs e fábricas inteligentes. Estes são os temas interessantes da Feira de Hanôver 2018. Tudo gira em torno da interconexão digital. Como as empresas alemãs enfrentam o desafio? A nova tecnologia levanta muitas questões. Aqui, as mais importantes respostas da quarta fase do desenvolvimento industrial.

O que significa Indústria 4.0?

Depois da locomotiva a vapor, da produção em massa e da automatização, a digitalização é a quarta revolução industrial. Ela transforma radicalmente a fabricação, a produção, a logística e a administração.

Qual é a solução das empresas alemãs para os desafios da Indústria 4.0?

Muitos grupos empresariais alemães estão desenvolvendo tecnologias sob medida para a digitalização. Este é o caso tanto da construção automobilística e da indústria aeroespacial como das firmas de logística e dos produtores de software. Os engenheiros mecânicos também estão inventando máquinas cada vez mais inteligentes. As empresas conjuntas oferecem vantagens estratégicas, dado que várias empresas reúnem  o know-how e o poder de mercado, como, por exemplo a “Adamos”. Em 2017, as empresas DMG Mori, Dürr, Zeiss, Homag, Schencke outras se fusionaram com a Software AG, formando uma aliança estratégica para a Indústria 4.0 e a Internet Industrial das Coisas (IIoT). Em uma plataforma aberta IIoT, elas oferecem tecnologias de produção interconectadas para diferentes setores da indústria.

Quais são os objetivos dos ofertantes?

Na maioria da vezes, os parceiros das empresas conjuntas querem promover o intercâmbio, para estabelecer um determinado padrão, pois ainda existem muitos enfoques e interseções. Por isso, as pequenas firmas têm grande dificuldade em conseguir transformações, tendo frequentemente que comprar uma tecnologia para cada encomenda dos clientes e que ensinar seus funcionários a lidar com cada novo software. Portanto, não se trata da transformação digital segundo a própria ideia, mas também de seguir as exigências do mercado.  

Quais são as vantagens das empresas conjuntas na Indústria 4.0?

Trata-se, em primeira linha, de otimização, controle e flexibilidade. No melhor dos casos, os tempos de paralisação das máquinas são minimizados, diminuindo a taxa de erros e os custos laborais unitários. Isto economiza custos. Na logística, os prazos de entrega são otimizados e os espaços de armazenagem são sincronizados. A administração é automatizada, tornando-se mais fácil. A vantagem para o consumidor são preços moderados em determinados ramos industriais, como na produção de móveis ou roupas sob medida.

A transformação digital terá sucesso?

Os riscos são grandes. A transformação digital exige da indústria grandes investimentos, pois esta tem que produzir novas máquinas, novos robôs e novos programas, integrando a tecnologia digital na fabricação, na produção, na administração e na logística.  Além disso, as exigências na proteção de dados se tornam mais rígidas. E também há o desafio de continuar dando à quarta revolução industrial uma forma social adequada.

Feira de Hanôver, de 23 a 27 de abril de 2018

 

© www.deutschland.de