Juntos contra a mudança do clima

A Alemanha ajuda as regiões do mundo a enfrentar os desafios da mudança do clima. Três exemplos.

A mudança do clima reduz o volume do Lago de Chade na África
A mudança do clima reduz o volume do Lago de Chade na África Orjan F. Ellingvag/Kontributor/Getty Images

África: avaliação de risco na região do Lago de Chade

A região do Lago de Chade, na África Ocidental, assolada pela fome, pela guerra civil e pelo terror islamita, é politicamente uma das mais frágeis regiões do mundo. O laboratório de ideias Adelphi que conta com o apoio da Alemanha até 2020, pesquisa, no âmbito da avaliação de risco na região do Lago de Chade, se a mudança do clima também é um dos fatores da precária situação regional. Uma questão central é o reconhecimento de que o grande desafio para os habitantes da região não é que o lago está secando, mas não saber quando vai chover ou quando vai haver novamente um período de seca. Adelphi já estipulou soluções, visando o abastecimento da região com dados meteorológicos confiantes e o cultivo de plantas resistentes ao clima.

América Central: seguro de risco do clima CCRIF

Um resultado muito destruidor da mudança do clima são os ciclones. E seu número está crescendo. Eles assolam os países da América Central, causando danos imensos. Para compensar os danos causados por esse furacões, foi instalado em 2007 o seguro de risco do clima CCRIF (Carribean Catastrophe Risk Insurance Facility). Na conferência da ONU sobre o clima  em 2018 em Katowice, a Alemanha prometeu ajudar com 15 milhões de euros. Isso aconteceu no âmbito da InsuResilience-Initiative, criada pela Alemanha durante a sua presidência do G7 em 2015. O objetivo é proteger, até 2020, 400 milhões de pessoas contra os riscos do clima. Durante a presidência alemã do G20, em 2017, o círculo de parcerias globais dessa iniciativa foi ampliado. Oferecendo soluções de seguros e financiamentos, essa iniciativa deverá dar mais força aos países em questão.

Ásia/Pacífico: Regional Pacific NDC Hub

A mudança do clima está provocando o aumento do nível do mar e ciclones, que são uma ameaça para os pequenos países insulares. Por isso, é lógico que eles estejam investindo muito na proteção do clima, trabalhando intensamente para reduzir suas emissões de gases de efeito estufa ou para desenvolver estratégias de adaptação. A Alemanha os ajuda no âmbito da plataforma Regional Pacific NDC Hub, fundada em 2017 pelo primeiro-ministro das Ilhas Fiji. Este centro regional ajuda no desenvolvimento de planos de investimento, na disponibilização de dinheiro, na inserção dos aspectos climáticos nas leis, na construção de parcerias regionais e no compartilhamento de conhecimentos. Depois de um primeiro financiamento de quinhentos mil euros, a Alemanha assegurou, na conferência do clima de 2018, o financiamento de outros cinco milhões de euros.  

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: